PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Anvisa recebeu ameaças após aprovar vacina

Cotidiano

22 de janeiro de 2022 14:57

Da Redação


Relacionadas

Entidades pedem isenção do ICMS sobre energia renovável

Isenção de imposto de ganhos na venda de imóveis é ampliada

MPF instaura procedimento sobre morte após ação da PRF

Caixa inaugura hoje a loteria +Milionária
Cervejaria Colorado lança edição especial colecionável
Aquece Paraná terá postos de coleta em eventos de inovação
População recebe atendimento gratuito na Justiça Federal
Membros da agência reguladora receberam novas intimidações e ofensas por e-mail após aprovação da Coronavac em crianças de 6 a 17 anos Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Membros da agência reguladora receberam novas intimidações e ofensas por e-mail após aprovação da Coronavac em crianças de 6 a 17 anos

Os servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) voltaram a ser alvo de ameaças e ofensas após a aprovação da vacina Coronavac contra a Covid-19 para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. E-mails enviados aos técnicos da agência afirmam que os servidores pagarão “preço terrível” por liberar o uso do imunizante. O conteúdo das mensagens foi revelado pelo jornal O Globo e confirmado pelo Metrópoles, que teve acesso aos documentos.

O uso da Coronavac no público infantil foi aprovado no início da tarde dessa quinta-feira (20/1). Por volta das 11h51, quando a deliberação sobre o tema ainda ocorria, servidores da 5ª diretoria da Anvisa receberam a primeira ameaça. “Com vergonha expresso minha indignação pela Anvisa, onde o aparelhamento e o ativismo se tornaram notórios, onde o profissionalismo e a ética deram lugar à ganância e às atitudes criminosas, que de forma cruel e covarde estão colocando a vida de inocentes em uma grande roleta russa”, consta na mensagem.

Em seguida, o texto pontua que os servidores da agência terão “dor e sofrimento” por aprovarem o uso das vacinas. “Mas lembre-se: lá em cima Deus contempla a todos, e quando Deus tocar nos seus trazendo dor e sofrimento lembre-se: essa maldição foi você mesmo que trouxe para dentro da sua família. E o preço a ser pago será terrível, não quero estar na sua pele”, consta no e-mail.

Desde o início da discussão sobre a imunização infantil contra a Covid, técnicos, diretores e outros funcionários do órgão receberam mais de 300 ameaças. De acordo com a Anvisa, o conteúdo das mensagens foi enviado à Polícia Federal (PF), que investiga o caso, e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Com informações do portal Metrópoles. Clique aqui e leia mais

PUBLICIDADE

Recomendados