PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Ômicron pode ser 'último estágio' da pandemia na Europa

Cotidiano

24 de janeiro de 2022 11:39

Da Redação


Relacionadas

Peladão invade choperia, bebe, come e foge no Distrito Federal

Nove óbitos por dengue são registrados no PR

Vence hoje a última parcela do IPVA para placas de finais 3 e 4

Maio Laranja reforça cuidados com casos de abuso infantil
Ventos de 157 km/h tombam caminhão em serra de SC
Nova variante da Covid-19 é identificada em São Paulo
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado em R$ 45 milhões
Hans Kluge, diretor do escritório europeu da Organização Mundial da Saúde (OMS). Foto: Ida Gulbaek Arentsen/Ritzau Scanpix/AFP
PUBLICIDADE

Mais contagiosa do que a variante delta, a ômicron é atualmente dominante na União Europeia

A variante ômicron, que pode contaminar 60% dos europeus até março, amorteceu a pandemia de covid-19 na Europa, avalia Hans Kluge, diretor do escritório europeu da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo ele, é possível que a região esteja se aproximando do fim da crise sanitária. As informações são do Portal G1.

"É plausível que a região esteja se aproximando do final da pandemia", afirmou Kluge neste domingo (23).

"Quando a onda da ômicron se acalmar, haverá, durante algumas semanas e meses, uma imunidade global, seja graças à vacina, seja porque as pessoas estarão imunizadas pelas contaminações, e também devido a uma baixa [nas infecções] por causa da estação", afirmou, referindo-se ao verão no Hemisfério Norte.

No entanto, o especialista fez um apelo por prudência devido à versatilidade do vírus. Kluge também descarta que a doença tenha entrado em uma fase endêmica na Europa.

"Endêmico significa que podemos prever o que acontecerá, e esse vírus nos surpreendeu mais de uma vez. Então, devemos permanecer muito prudentes", aconselhou.

Leia a matéria completa no Portal G1.

PUBLICIDADE

Recomendados