PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Paraná carrega nova parcela do Cartão Comida Boa nesta terça

Cotidiano

25 de janeiro de 2022 18:58

Rodolpho Bowens


Relacionadas

Ratinho Jr. destaca papel do Sul para crescimento do Brasil

Doria desiste da pré-candidatura à Presidência

Calendário do IPVA das placas de finais 9 e 0 acaba hoje

Carro de concurseiro pega fogo a 1 Km da prova
Caixa paga parcela do Auxílio Brasil para beneficiários
Mulher reaparece após ser dada como morta no litoral de SP
CNJ promove ações para marcar Dia Nacional da Adoção
Famílias em situação de vulnerabilidade social recebem o benefício do Estado. Foto: Geraldo Bubniak/AEN.
PUBLICIDADE

Serão investidos, aproximadamente, R$ 7,2 milhões para o pagamento do benefício a 90 mil famílias

O Governo do Estado recarrega nesta terça-feira (25), a nova parcela do Cartão Comida Boa. Os R$ 80, destinados para a compra de itens de necessidade básica, são recarregados automaticamente no cartão dos beneficiários, entregues em dezembro já com a primeira parcela liberada. O governo destina, somente neste mês, aproximadamente R$ 7,2 milhões para o pagamento do benefício a 90 mil famílias em situação de vulnerabilidade social.

Criado de forma emergencial, em 2020, para atender famílias afetadas pelas restrições da pandemia da covid-19, o Cartão Comida Boa se tornou política pública permanente no final do ano passado. Ele atende famílias em situação de pobreza (que recebem até R$ 200 por pessoa por mês) ou pobreza extrema (até R$ 100 por pessoa por mês) e que não são atendidas pelo programa de transferência de renda do Governo Federal.

Os recursos do Cartão Comida Boa são do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná (Fecop), com participação também, nos primeiros meses de execução, do Fundo para Infância e Adolescência (FIA), voltado para o pagamento das parcelas das famílias com crianças e adolescentes.

Utilização

O valor disponível no cartão pode ser utilizado para a compra de alimentos, produtos de higiene e limpeza e outros itens de necessidade básica nos estabelecimentos comerciais cadastrados, mas o benefício não pode ser sacado. Também está vetada a venda de cigarro e bebidas alcoólicas.

Parte dos beneficiários ainda não fez a retirada nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos municípios. Por isso, a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho está orientando que as pessoas mantenham atualizados os seus dados no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) ou procurem o Cras mais próximo. Também possível consultar se tem direito ao benefício através do site www.justica.pr.gov.br/comidaboa.

Com informações: Agência Estadual de Notícias.

PUBLICIDADE

Recomendados