Pesquisa aponta aumento no número de idosos conectados

O número total de idosos no Brasil é estimado em 29,9 milhões (2020), dos quais 97% utiliza a internet.

Idosos manuseando um smartphone moderno, em busca de entretenimento e passatempo.
Idosos manuseando um smartphone moderno, em busca de entretenimento e passatempo. -

Vinicius Machado/Unisecal

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O número total de idosos no Brasil é estimado em 29,9 milhões (2020), dos quais 97% utiliza a internet.

O número de idosos que acessam a internet aumenta ano após ano. É o que indica a pesquisa de 2021 da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer WisePesquisas.

Em comparativo com o ano de 2018, quando eram 68%, o número elevou para 97%. A mesma enquete mostrou que 84% dos entrevistados costuma utilizar a internet por smartphone, sendo assim o principal meio de acesso dos idosos para a internet. Isso demonstra o impacto da pandemia na vida do idoso, que devido ao isolamento, teve que ficar mais tempo em casa- a grande maioria é do grupo de risco.

De lá para cá já passou um ano, e os idosos continuam acessando a internet pelos aparelhos celulares, onde buscam acessos às notícias, compras online, entretenimento, e o principal: contato com a família.

Assim como milhares de motoristas de todo o Brasil, o Fernando Souza, 64,é caminhoneiro há quase 40 anos, e como passa muito tempo longe de casa e da família, costuma utilizar o aparelho para manter-se conectado com os parentes. ‘’A facilidade no uso e o quanto eles nos ajudam para manter o contato é algo que não imaginava há 10 anos atrás’’, lembra ele, sobre a importância e a facilidade do acesso para a internet por meio do smartphone. Fernando lembra que é graças a videochamadas que consegue ver o rosto e o sorriso dos familiares, quando passa tempos longe de casa. ‘’Ajuda a matar a saudade enquanto estou na rodagem’’, conclui.

No comércio, o vendedor Renan Gracheky, que atua em uma rede de comércio de eletrônicos e eletrodomésticos em Carambeí, contou sobre o impacto e a procura na compra dos aparelhos por idosos. ‘’Hoje eles procuram modernizar o celular comum e optam pelos smartphones’’. E segundo ele, o aumento foi nos ‘’smartphones, pois eles facilitam o acesso às redes sociais e as notícias’’, finaliza Gracheky.

Por Vinicius Machado, sob supervisão de Helton Costa. Esta notícia faz parte do projeto de fortalecimento do Jornalismo Regional, do curso de Jornalismo da UniSecal em parceria com o Portal aRede/Jornal da Manhã.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right