PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Câmara e OAB reagem contra aumento de crimes

Cotidiano

10 de maio de 2022 19:48

Patricia Lucini


Siga o a rede no Google News

Relacionadas

Barroso prorroga decisão que suspende desocupações

Mesário voluntário tem isenção de taxa de concurso no Paraná

Polícia amplia suporte em Institutos de Identificação

Volvo anuncia investimento de R$ 881 milhões no Paraná
Covid: A cada 10 mortos, 6 não tomaram 3ª dose da vacina
IBGE: Desemprego cai para 9,8%, menor índice desde 2015
Nova presidente da Caixa já foi vítima de violência doméstica
PUBLICIDADE

Lideranças destacam preocupação com o aumento da criminalidade 

Ponta Grossa registrou na noite de segunda-feira (9), mais dois homicídios em menos de uma hora de intervalo entre as mortes. Ao todo, desde o início do ano, já são 36 homicídios na cidade, o que tem mobilizado autoridades policiais, gestão pública e entidades da sociedade civil organizada em discutir medidas que possam conter a criminalidade que vem assustando os moradores. Entre os órgãos que estão discutindo o assunto estão a Câmara de Vereadores e a Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Ponta Grossa (OAB).

O presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, vereador Daniel Milla (PSD), destaca que na próxima semana irá fazer visita para alguns representantes da área da segurança e ver quais são as possibilidades de se aumentar o efetivo nas ruas de Ponta Grossa. “Precisamos discutir ações para melhorar os investimentos na área da segurança pública, pois o momento de violência está gerando uma insegurança grande em nossa populaçã”, destaca.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Segurança, vereador Julio Kuller (MDB), por sua vez, afirma que marcará uma reunião entre os vereadores que integram a comissão - Joce Canto (PSC) e Divo (PSD) - para tratar especificamente sobre o aumento da criminalidade e as ações que podem ser adotadas.

Já o presidente da OAB-PG, Jorge Sebastião Filho, afirma que se reuniu com os integrantes da comissão de segurança pública da Ordem na segunda-feira (9) e designou que seja feito um estudo junto à Delegacia da Polícia Civil e demais órgãos de segurança para apuração dos efetivos motivos que estão levando a este aumento do número de homicídios. Com o relatório em mãos, a OAB tentar contribuir para o reforço da segurança. “Vamos trabalhar junto ao Governo do Estado para que designe reforços no policiamento do município ou mesmo uma ação mais pontual – por meio de uma força-tarefa específica para conter os casos, porque é uma situação que está ficando incontrolável”, avalia.

PG acumula 36 homicídios em 2022

Ponta Grossa já soma 36 homicídios em 129 dias de 2022. O número representa uma morte a cada 3,5 dias. Os homicídios mais recentes foram registrados na noite de segunda-feira (9), quando um jovem de 19 anos foi morto a tiros em via pública na região do residencial América, em Ponta Grossa. E, em menos de uma hora depois, um jovem de 26 anos foi morto com diversos disparos de arma de fogo na rua José Borsato, na região do residencial Recanto Verde. 

O delegado Fernando Jasinski afirmou ao Portal A Rede e Jornal da Manhã que a Polícia Civil e demais forças de segurança estiveram nos locais, coletaram imagens e informações para apuração dos fatos.

PUBLICIDADE

Recomendados