PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Sexta-feira 13 e gatos pretos: animais correm perigo

Cotidiano

13 de maio de 2022 10:36

Da Redação


Siga o a rede no Google News

Relacionadas

Chuvas deixam 40 mil desabrigados em Alagoas

Tiroteio na BR-277 termina com uma morte em Curitiba

Após prisão, Igreja fundada por Flordelis fecha as portas

Criador da Lei Rouanet morre aos 88 anos no Rio de Janeiro
Bolsonaro muda de ideia e diz que irá para debates
Férias: como evitar acidentes com as crianças durante o lazer
Paraná registra primeiro caso da varíola do macaco
Sexta-feira 13 e gatos pretos: animais correm perigo Foto: Freepik
PUBLICIDADE

Alerta feito pela Agência de Notícias para assuntos de defesa animal, chama atenção para o uso dos animais em rituais

Em datas como sexta-feira 13 ou Halloween, as agressões contra gatos pretos aumentam. Existem muitos mitos atribuídos a esses animais. Há séculos, eles são perseguidos e, muitas vezes, associados ao azar.

A superstição teve origem na Idade Média, quando se acreditava que os felinos, por causa de seus hábitos noturnos, tinham parte com o demônio. E se o bichano fosse da cor negra, era associado às trevas. 

O papa Inocêncio VIII, no século 15, chegou a incluir o animal em sua lista de perseguidos pela Inquisição.

E mesmo agora, em pleno século 21, rituais de magia usam os gatos pretos para sacrifícios a fim de conquistar algo ou alguém.

O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/98) considera crime as práticas de abuso, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos.

Saiba como denunciar, passo a passo, maus-tratos contra animais.

Em entrevista à ANDA, agência de notícias para assuntos de defesa animal, Juliana Bussab, da ONG Adote um Gatinho, ressaltou a importância de proteger os gatos pretos principalmente em datas emblemáticas como sexta-feira 13.

“Encontramos um gatinho preto com os olhos costurados em frente ao cemitério da Vila Mariana, em São Paulo. Foi quando começamos a não doar mais (gatos pretos) nessas datas”, relatou.

Leia em Estadão

PUBLICIDADE

Recomendados