PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Pastor apontado como líder de rede de pedofilia é preso no PR

Cotidiano

17 de maio de 2022 17:50

Da Redação


Relacionadas

Audi confirma investimentos de R$ 100 milhões no Paraná

Presidente da Caixa oficializa pedido de demissão

Jogos no celular: dos campos de futebol aos cassinos

HU-UEPG abrirá mais 20 leitos nesta sexta-feira
Mais 100 investigadores reforçarão a Polícia Civil do PR
PM lança ação de fiscalização em áreas rurais do Paraná
Senai-PR divulga edital com vagas gratuitas em cursos
A polícia chegou até o suspeito após uma denúncia de um técnico de assistência de uma loja de celulares Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A polícia chegou até o suspeito após uma denúncia de um técnico de assistência de uma loja de celulares

Um pastor evangélico que atuava no bairro Guarituba, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, foi preso suspeito de liderar uma rede de distribuição de imagens pornográficas de crianças e adolescentes. O homem, de 54 anos, foi detido nesta terça-feira (17), após ser “entregue” por um suposto comparsa, um homem de 68 anos.

De acordo com o investigador Sérgio Klaar, da Polícia Civil de Piraquara, a equipe já suspeitava de uma rede de pedofilia na cidade e recebeu uma denúncia nesta segunda-feira (16) de um técnico de uma loja de assistência de celulares. O técnico recebeu um aparelho para conserto e verificou que as imagens se tratavam de pornografia infantil. Diante disso, ele chamou a polícia.

“A gente já vinha investigando essa possível rede de pedofilia e nós tivemos uma denúncia anônima aonde, em uma loja de celulares da região, uma pessoa teria deixado um equipamento e, neste equipamento, teriam imagens, vídeos e fotos de pedofilia. Nós fizemos um trabalho de inteligência junto com nossa equipe de investigação e nós conseguimos abordar este suspeito”, relatou o investigador. O homem, de 68 anos, estava com um mandado de prisão em aberto por homicídio relacionado a um crime de 2013, ocorrido no interior do Paraná.

“No momento da abordagem deste suspeito, ele tinha mandado de prisão expedido por um outro crime, um crime de homicídio. Então ele foi trazido à presença da autoridade policial e aqui na delegacia ele confessou o crime de pedofilia, ele confessou as atrocidades e as barbaridades que tinham no telefone como sendo dele, e apontou o mentor da rede de pedofilia dele e de outros comparsas”, relatou Klaar.

Ao ser questionado sobre as imagens, o suspeito contou à polícia que era amigo de um pastor evangélico líder da rede de distribuição do material pornográfico. Com um mandado de busca e apreensão, a polícia foi até a residência do pastor. “Nós fomos à casa do outro suspeito e lá nós encontramos bastante material: computador, notebook, pendrive, com um vasto material de pedofilia, crianças com menos de 12 anos”, confirmou o investigador.

O pastor, de 54 anos, foi detido e encaminhado para a delegacia. No interrogatório, os dois homens ficaram em silêncio. Ao todo, foram apreendidos dois notebooks, três celulares, CDS e pendrives. O material ainda será avaliado na tentativa de identificar as vítimas que aparecem em fotos e vídeos.

O pastor atuava no bairro Guarituba e, segundo informações locais, era bem visto pela população. A Polícia Civil segue investigando para entender qual a extensão da rede de distribuição e possíveis vítimas na cidade ou região metropolitana.

Denúncias podem ser feitas diretamente para a equipe de investigação pelo telefone: (41) 3590-1200.

Informações do RIC Mais

PUBLICIDADE

Recomendados