Projeto realiza eleições simuladas com estudantes de PG

Projeto é voltado para adolescentes entre 12 a 16 anos incompletos, que estão chegando à idade de emitir o título de eleitor.

O Programa visa o envolvimento responsável dos jovens ponta-grossenses com as implicações éticas, políticas, sociais e jurídicas do exercício do voto, a partir de um cronograma de atividades relacionadas às eleições.
O Programa visa o envolvimento responsável dos jovens ponta-grossenses com as implicações éticas, políticas, sociais e jurídicas do exercício do voto, a partir de um cronograma de atividades relacionadas às eleições. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Projeto é voltado para adolescentes entre 12 a 16 anos incompletos, que estão chegando à idade de emitir o título de eleitor

Nesta sexta-feira (24) acontecerá no Fórum Eleitoral de Ponta Grossa a lacração das urnas do projeto Eleitor do Futuro, promovido pela Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa. O projeto tem como objetivo levar princípios de cidadania aos jovens de hoje, para a garantia da consciência do voto. A Eleição ocorre na próxima terça-feira (28), envolvendo estudantes do ensino fundamental de escolas públicas e particulares de Ponta Grossa, que devem escolher seus representantes pela primeira vez.  

Os estudantes podem votar em candidatos a vereador de cinco partidos políticos diferentes criados em convenções partidárias organizadas pela Vara da Infância e Juventude: Partido Vida e Saúde (PVS), Partido Liberdade, Respeito e Dignidade (PLRD), Partido Esporte, Lazer e Integração da Comunidade Escolar (PELICE), Partido Segurança Pública e Combate à Violência (PSPCV) e Partido Educação e Cultura (PEC). O resultado da eleição será divulgado no dia 04 de julho. 

O projeto é voltado para adolescentes entre 12 a 16 anos incompletos, que estão chegando à idade de emitir o título de eleitor. O Programa visa o envolvimento responsável dos jovens ponta-grossenses com as implicações éticas, políticas, sociais e jurídicas do exercício do voto, a partir de um cronograma de atividades relacionadas às eleições. 

A partir de um cronograma de atividades, os estudantes aprendem mais sobre o processo eleitoral em que farão parte no futuro. Entre as ações já desenvolvidas pelo projeto estão a confecção pelos alunos do título de eleitor, a preparação e lacração das urnas no Fórum Eleitoral e o treinamento dos estudantes que serão mesários no dia da eleição.  

Entre os dias 25/04 e 30/05 também serão realizadas palestras educativas nas escolas, em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), através do Núcleo de Estudos e Defesa de Direitos da Infância e da Juventude (NEDJI)  e o Núcleo de Estudos, Pesquisa, Extensão e Assessoria sobre a Infância e Adolescência (NEPIA). 

O projeto 

O projeto “Eleitor do Futuro” foi implementado pela Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa nos anos de 2004, 2006, 2008, 2012, 2014 e 2016. Neste ano, a 7ª edição alcança aproximadamente 2.500 estudantes de 12 escolas estaduais e particulares. Os colégios General Antonio Sampaio, Polivalente , Sepam, Sagrada Família Centro, Sagrada Família Auxiliadora, Sagrada Família São José, Instituto de Educação César Pietro Martinez, Frei Doroteu de Pádua, e Prof. Colares integram a iniciativa do projeto. 

O desenvolvimento do Projeto ocorre nos anos eleitorais. Nas quatro primeiras edições os “eleitores do futuro” votaram em propostas na área da criança e adolescente, elaboradas pela Vara da Infância e Juventude. Nas edições posteriores adaptou-se para a eleição de “candidatos à vereadores”, escolhidos em convenções partidárias. 

O sucesso do projeto deve-se a parcerias realizadas com o Tribunal Regional Eleitoral, Fórum Eleitoral da Comarca, Câmara de Vereadores, Universidade Estadual de Ponta Grossa através do NEDIJ e do NEPIA, Núcleo Regional de Educação e a adesão das direções e equipes pedagógicas das escolas que participaram.

A equipe do projeto é coordenada pela juíza da Vara da Infância e Juventude Noeli Salete Tavares Reback, e conta com apoio de servidores da Vara da Infância e Juventude, do Fórum Eleitoral, e estagiários  de Serviço Social e Direito da UEPG.

Com informações da Assessoria de Imprensa