Motociclista morre após 'voar' para fora da rodovia no PR

PM diz que vítima não usava capacete e quebrou o pescoço na queda

PM diz que vítima não usava capacete e quebrou o pescoço na queda
PM diz que vítima não usava capacete e quebrou o pescoço na queda -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

PM diz que vítima não usava capacete e quebrou o pescoço na queda

Reinaldo Bernardo da Silva, 37 anos, morreu ao quebrar o pescoço depois de ser arremessado fora da rodovia e cair da moto que pilotava. O acidente foi na BR-476 (Estrada da Ribeira), no bairro Alto Maracanã, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, poucos minutos antes das 17h de sábado (25).

Imagens de uma câmera de segurança captaram todo o acidente. Ao que tudo indica, o homem vinha “costurando” com a moto no trânsito, em alta velocidade. Numa curva da estrada, ele ia sair da faixa mais à esquerda para ultrapassar um carro pela direita. Mas o automóvel fez o mesmo movimento que ele, o que gerou uma espécie de ‘empurrão’ para o lado, mesmo sem tocar na moto.

Por causa da velocidade que estava, o condutor perdeu o controle da direção, invadiu o barranco lateral, foi arremessado e bateu com tudo num comércio. Conforme o soldado Alexander, do 17.º Batalhão da Polícia Militar (PM), o piloto não usava capacete, quebrou o pescoço e morreu na hora.

Agora a Polícia Civil deverá tentar identificar o automóvel envolvido – que não parou para atender a vítima – e averiguar a possibilidade de ter sido um “empurrão” intencional. Caso seja constatado que sim, o motorista poderá responder por tentativa de homicídio.

Informações do RIC Mais