Frans Borg é homenageado por Plauto Miró na Alep

Borg foi presidente da Castrolanda por 24 anos

O título de Cidadania Honorária é destinado a pessoas que nasceram fora do estado.
O título de Cidadania Honorária é destinado a pessoas que nasceram fora do estado. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O título de Cidadania Honorária é destinado a pessoas que nasceram fora do estado

Foi aprovado na tarde desta segunda-feira (04), o Projeto de Lei (PL) que concede a Frans Borg o Título de Cidadania Honorária do Paraná.

O PL 754/2021 foi proposto pelo deputado Plauto Miró Guimarães a fim de prestar homenagens ao agropecuarista que garantiu a Castro o título de capital nacional do leite. O título de Cidadania Honorária é destinado a pessoas que nasceram fora do estado, mas que tiveram importância significativa para seu desenvolvimento.

“Para mim, Frans Borg é um exemplo de dedicação. Não é por menos que ele se tornou umas personalidades mais influentes do agronegócio brasileiro”, destaca o deputado. Borg também é cidadão honorário de Castro, uma das homenagens que recebeu ao deixar a administração da Castrolanda, uma das maiores cooperativas agrícolas do Brasil.

Quem é Frans Borg?

Borg nasceu em 1951 em Bourtage, na Holanda. Aos dois anos veio com a família para Castro. Começou a trabalhar na Cooperativa Castrolanda em 1975, um ano após se formar em Agronomia.

Frans iniciou os estudos na escola da Castrolanda, em 1957, logo após, ingressou no curso de Agronomia. Sua formatura foi em 1974 e no ano seguinte, começou a trabalhar na Cooperativa no setor de assistência agronômica.

A primeira passagem de Frans Borg pela Castrolanda durou dez anos. Em 1984 decidiu ser produtor de grãos e em 1992 passou a integrar o Conselho de Administração da cooperativa – primeiro como vice-presidente e, a partir de 1996, como presidente.

Em 1992 assumiu a cadeira de vice-presidente do Conselho de Administração da Castrolanda. Em 1996, assumiu a presidência da cooperativa, cargo que ocupou por 24 anos. O trabalho que desempenhou junto aos cooperados e produtores rurais garantiu a Castro a denominação de Capital Nacional do Leite.

Borg ocupou a presidência até 2019, sendo reconhecido pela sua competência, honestidade e defesa do cooperativismo durante os 24 anos à frente da Castrolanda.

Frans é um dos principais responsáveis por disseminar os princípios do cooperativismo na Castrolanda, o ex-presidente da Cooperativa e diretor da Organização das Cooperativas do Paraná, já foi homenageado com o Troféu Ocepar durante o Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses e hoje se torna um cidadão honorário do nosso estado.

Com informações da Assessoria de Imprensa