Chefão do tráfico 'pede bênção' durante operação policial; veja

Criminoso conhecido como T-Rex invadiu culto religioso e pediu orações para enfrentar os policiais do Bope

Criminoso conhecido como T-Rex invadiu culto religioso e pediu orações para enfrentar os policiais do Bope
Criminoso conhecido como T-Rex invadiu culto religioso e pediu orações para enfrentar os policiais do Bope -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Criminoso conhecido como T-Rex invadiu culto religioso e pediu orações para enfrentar os policiais do Bope

Um vídeo que passou a circular nas redes sociais mostra traficantes interrompendo um culto evangélico para pedir que o pastor abençoe o chefe deles, no decorrer de uma operação policial. A filmagem, segundo fontes da polícia, ocorreu na quinta-feira, dia 30, na comunidade INPS, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. O Portal Procurados também confirmou a informação. As informações são do Jornal O Dia

O traficante que é abençoado e aparece no vídeo usando uma touca ninja seria o criminoso conhecido como T-Rex, um dos principais aliados de Marcos Vinícius dos Santos, o Chapola, chefe do tráfico do Morro do Dendê, também na Ilha do Governador. Naquele dia, o batalhão do bairro, com apoio do Bope (Batalhão de Operações Policiais) e do BAC (Batalhão de Ações com Cães) realizava uma operação. Na ação, três criminosos foram presos, mas T-Rex ou Chapola não foram encontrados.

A defesa do traficante entrou em contato com a reportagem e afirmou não se tratar dele no vídeo. As imagens estão sendo analisadas pela 37ª DP (Ilha do Governador).

No vídeo, um traficante interrompe o culto e diz: "Pastor, com todo respeito, nós tá passando por uma dificuldade, os cara tá querendo invadir a nossa comunidade. Nós queria uma oração para o nosso chefe aqui, porque o bagulho tá doido. Nós tá querendo uma ajuda de vocês aí, tá entendendo? A gente passa maior dificuldade na comunidade, mas ninguém respeita nós no bagulho, tá ligado? Tem como fazer uma oração aí, pastor?" (Sic), diz, enquanto alguns fiéis gritam "aleluia".

O religioso, que conduzia o culto, concorda em dar a bênção. Nesse momento, um dos homens, que vestia uma farda, entra com um fuzil e é repreendido por um comparsa. "Coé menor, atividade aí, com todo o respeito, vamos tirar a arma da igreja aqui". O homem que estava armado entrega o fuzil.

O pastor passa a abençoar o criminoso, enquanto os fiéis, alguns com crianças, passam a dar gritos de louvor.

Operação

Segundo a Polícia Militar, equipes atuaram nas comunidades Dendê, Guarabú, Bancários, Praia Da Rosa, Querosene, Parque Royal e Boogie Woogie e, com informações do Disque Denúncia (2253-1177), conseguiram prender acusados de tráfico de drogas, sendo um deles apontado como segurança do traficante Mario Henrique Paranhos de Oliveira, vulgo Neves, um chefes do tráfico do Morro do Dendê, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio.

A ação tinha como objetivo principal a busca de informações sobre o motorista de aplicativo, Thiago Gomes dos Santos, que é entregador de supermercados. Ele não é visto desde o dia 19 de maio, quando saiu para trabalhar, e desapareceu em uma viagem para o Complexo do Dendê. Segundo relatos de moradores, traficantes pertencentes à facção criminosa comandada por Chapola estariam envolvidos no desaparecimento do motorista.