Programa RenovaPR leva sustentabilidade ao campo

O valor empenhado pelos produtores rurais ultrapassou R$ 615 milhões

O valor empenhado pelos produtores rurais ultrapassou R$ 615 milhões
O valor empenhado pelos produtores rurais ultrapassou R$ 615 milhões -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR) alcançou, neste início de agosto, o número de 3.154 projetos acatados pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná). O valor empenhado pelos produtores rurais ultrapassou R$ 615 milhões. 

O programa ajuda produtores paranaenses a investir com segurança nas modalidades de geração a partir de energia solar e biogás/biometano. Para a confecção dos projetos, o instituto cadastrou, até agora, 510 empresas especializadas em energia solar e 16 para biogás/biometano.

Energia é um insumo muito relevante nos processos agrícolas, podendo representar 30% dos cursos. Além da iluminação e irrigação, é um componente com grande peso principalmente na cadeia de proteína animal. 

Com esse programa, há uma redução gradual na conta de luz, que pode chegar apenas à tarifa mínima. O excedente produzido e encaminhado para a Copel também pode virar ativo do produtor. Além disso, caso o proprietário possua outra residência e/ou empreendimento sob o mesmo CPF/CNPJ, pode utilizar os créditos para abater a conta de energia desses locais.

Os objetivos também passam por dar segurança energética e melhorar a qualidade de energia elétrica nas unidades produtivas, principalmente diante de períodos de estiagem, quando a conta de luz tende a ficar ainda mais cara; ampliar a competitividade das agroindústrias; e criar uma cadeia produtiva do biogás e biometano, capaz de estimular novos negócios “verdes” no Estado. 

O RenovaPR está dentro do contexto da Agenda 2030, dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e é um dos principais programas do Estado na busca pela diversificação na geração de energia, com impactos positivos sobre o meio ambiente e a economia de pequenos municípios.

Os produtores interessados devem se dirigir à unidade municipal do IDR-Paraná mais próxima de sua propriedade. É ali que ele manifesta interesse em aderir ao programa e opta, entre os cadastrados, quem melhor atende seus objetivos. A partir de então passa a receber orientação dos técnicos e pode simular o impacto do investimento planejado e da economia na conta de luz.

Banco do Agricultor

Quem precisa de financiamento também pode acessar o Banco do Agricultor. Esse é um instrumento que possibilita ao Governo do Estado conceder subvenção econômica a produtores rurais, cooperativas e associações de produção, comercialização e reciclagem, e a agroindústrias familiares, além de projetos que utilizem fontes renováveis de geração de energia e programas destinados à irrigação, entre outros.

O Banco do Agricultor prevê que, em projetos contratados até 31 de dezembro de 2022, o Estado assume o pagamento das taxas de juros, o que em alguns casos pode gerar juro zero. São passíveis do benefício valores financiados de até R$ 500 mil para energia solar fotovoltaica e de até R$ 1,5 milhão em biodigestor.