Saiba quem são os mortos do desabamento de arquibancada em SP

Segundo o Corpo de Bombeiros, nove pessoas morreram. Prefeitura de Itapecerica da Serra confirmou, por meio de nota, que o projeto inicial foi irregularmente alterado

Segundo o Corpo de Bombeiros, nove pessoas morreram. Prefeitura de Itapecerica da Serra confirmou, por meio de nota, que o projeto inicial foi irregularmente alterado
Segundo o Corpo de Bombeiros, nove pessoas morreram. Prefeitura de Itapecerica da Serra confirmou, por meio de nota, que o projeto inicial foi irregularmente alterado -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Na manhã de terça-feira (20), uma arquibancada dentro de uma empresa de contêiner desabou em Itapecerica na Serra, na região metropolitana de São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiros, nove pessoas morreram - sendo sete mulheres e dois homens - e 31 ficaram feridas. 

Veja os nomes dos mortos vítimas da tragédia: 

Angela Rodrigues de Souza, 32 anos

Claudevan Correia Lima, 35 anos

Diana Amara da Silva, 20 anos

Diego Ferreira Duarte, 27 anos

Iara da Silva Soares, 20 anos

Jucimara de Moraes Cezar, 35 anos

Letícia Lira de Oliveira, 26 anos

Natalia de Arruda Silles, 25 anos

Valquíria Aparecida da Silva, 47 anos

O caso

Uma arquibancada montada dentro de um galpão de uma empresa na cidade de Itapecerica da Serra, região metropolitana de São Paulo, desabou na manhã desta terça-feira (20). O Corpo de Bombeiros confirmou 31 feridos e nove pessoas morreram - cinco homens e quatro mulheres.

O Corpo de Bombeiros, a Guarda Civil Metropolitana, Polícia Militar, Defesa Civil de Taboão da Serra e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estão no local. Uma retroescavadeira auxiliou nas buscas. 

O espaço é uma empresa de contêiner e cerca de 70 funcionários estavam presentes no local no momento do desabamento, segundo informações preliminares.

Políticos no local 

O candidato a deputado estadual, Jones Donizette (Solidariedade), e a candidata à Câmara dos Deputados, Ely Santos (Republicanos) estão entre os feridos. Segundo informações, foram convidados para conhecer a empresa e quando se despediam dos trabalhadores ocorreu o desabamento. Os políticos e outros quatro integrantes de suas equipes ficaram entre os escombros, mas foram resgatados e encaminhados para hospitais da região. 

Atendimento às vítimas 

Seis pessoas deram entrada no Hospital Geral de Itapecerica da Serra, sendo que uma já recebeu alta e uma vítima está internada em estado grave. Para o Hospital de Pirajussara, três pessoas deram entrada e segundo a Secretaria de Saúde da cidade, outras duas vítimas estão a caminho do hospital e duas com ferimentos graves. Muitas vítimas foram encaminhadas para o Pronto Socorro Central de Itapecerica da Serra, mas a administração do local não informou o número exato de pacientes que estão recebendo atendimento. 

Dois helicópteros Águia da Polícia Militar também estão ajudando no transporte das vítimas da tragédia, pelo menos uma pessoa foi transferida para o Hospital das Clínicas em São Paulo. 

Funcionário escapou da tragédia ao ir ao banheiro 

A reportagem da Band foi ao local, onde entrevistou o Paulo Pereira, funcionário que se salvou por pouco do desabamento de uma arquibancada do galpão de uma empresa. Ele contou que, assim que a reunião política terminou, saiu do local para ir ao banheiro. Minutos depois, quando ainda estava no sanitário, ouviu o barulho do impacto.

“Logo que terminou a reunião, eu desci e fui ao banheiro. De dentro do banheiro, eu só ouvi o impacto. Quando eu saí para olhar, já tinha acontecido”, disse o funcionário, que completou: “É doído ver os amigos da gente, os colegas de trabalho, ver aquela situação”.

Corpo de Bombeiros 

A major do Corpo de Bombeiros, Luciana Soares, falou à imprensa direto do local do acidente, que o auditório era de concreto com partes metálicas e não aparentava ter problemas estruturais. “É uma estrutura de auditório pequeno, de 80 a 100 metros quadrados, no primeiro andar. Pelo que eu pude observar, não era improvisado”, comentou.

Defesa Civil

Em entrevista para o Brasil Urgente, o coordenador estadual da Defesa Civil, o coronel Henguel, diz que quem faz esse tipo de evento tem de se preocupar com a segurança do local. “A perícia, a Polícia Civil vai apurar o que aconteceu e verificar as responsabilidades porque foram nove mortos. Então, realmente, é um acidente muito grave que marca a cidade”, comenta. 

Local irregular 

Por meio de nota, a prefeitura de Itapecerica da Serra informou que a regularização do imóvel, devido à dimensão e por estar em uma área de proteção e recuperação aos mananciais, é objeto de licenciamento junto ao órgão ambiental estadual (Cetesb), o que antecede a licença municipal. Segundo a Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente, o projeto - anteriormente aprovado pela Cetesb - foi irregularmente alterado, mas sua regularização junto aos órgãos públicos estava em trâmite. 

Inquérito policial  

Nesta quarta-feira (21), a Polícia Civil deve fazer uma perícia no local para avaliar outras partes do galpão. Ontem, cerca de 70 pessoas participavam de uma reunião quando a estrutura desabou, o que resultou na morte de nove pessoas e deixou 31 feridos.

Com informações, Band

Conteúdo de marca

Quero divulgar right