'Dia Nacional do Sorvete' é celebrado em 23 de setembro

Produzido em larga escala há quase 200 anos, hoje ele é oferecido a partir de centenas de milhares de sabores e receitas que atendem aos diferentes perfis de públicos

O sorvete se popularizou  quando chegou em Paris, no século XVI
O sorvete se popularizou quando chegou em Paris, no século XVI -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Que o sorvete é uma delícia e sempre uma boa pedida todo mundo sabe. Que ele combina como sobremesa ou como ingrediente principal para um date ou bate papo com amigos também não é novidade. E aquela escapada com os avós? Ou, ainda, quem nunca experimentou a iguaria consumindo-a diretamente no pote, em frente ao programa preferido de TV?

A verdade é que, seja do team palito, team massa, team versões com receitas incrementadas ou, até mesmo, team “não gosto de doce”, todo mundo tem um sorvete preferido, quer ele esteja entre os clássicos chocolate, baunilha e morango, quer ele esteja entre os mais desejados do momento, entre os quais estão o de pistache.

E, se no passado, algumas culturas disputavam o crédito pela origem do sorvete (reza da lenda que ele surgiu na China, mais de três mil anos atrás, se popularizou quando chegou em Paris, no século XVI, e passou a ser produzido em larga escala nos Estados Unidos, em 1851), hoje ele é oferecido a partir de centenas de milhares de sabores e receitas que atendem aos diferentes perfis de públicos, incluindo os veganos, os intolerantes à lactose, amendoim e nozes, por exemplo, bem como aqueles que estão em dieta. Ou, ainda, para quem quer degustar um produto diferenciado, feito a partir de produção artesanal e à base de ingredientes selecionados como leite e creme de leite – itens encontrados em gelatos, de origem e receita italiana, que os utilizam para substituir a gordura vegetal, de acordo com informações de Rogério Pereira, da Leoni Gelateria, que opera no piso térreo do Shopping Palladium Ponta Grossa desde outubro do ano passado e conta com mais de 60 receitas – das clássicas às novidades, como o Kinder, feito à base de chocolate branco e creme de avelã, um dos mais pedidos na loja, com consumo médio de 300 quilos por mês.

Adicionamento, Rogério reforça que, todos os dias, são oferecidos 18 tipos diferentes (entre as 60 receitas). Desse total, 50% integram o time das receitas tradicionais e os outros 50% são dedicados aos novos sabores, que são alterados a cada três meses, geralmente, em linha com as estações do ano. “No inverno, as opções à base de chocolate são bastante procuradas, assim como receitas que levam run em sua composição. Em épocas festivas como Natal, que viveremos daqui a pouco, muitos querem experimentar a versão de gelato do panetone”, diz o empresário que soma seis lojas em todo o estado.

No Brasil

Uma rápida pesquisa na internet mostra que a primeira sorveteria brasileira foi inaugurada no Rio de Janeiro, em 1835, quando um navio norte-americano chegou no Rio de Janeiro com quase 300 toneladas de gelo que foram compradas por dois comerciantes locais que passaram a vender sorvete de frutas. Como não existia tecnologia de armazenamento na época, as sorveterias anunciam sua produção e o sorvete tinha que ser consumido logo após o preparo.

Outra curiosidade sobre a história do sorvete no Brasil é que ele chegou a ser considerado um dos precursores do movimento da liberação feminina. Isso porque um dos primeiros atos de rebeldia do século XIX era mulheres frequentando bares e confeitarias para comprar e degustar sorvetes – estes lugares, até então, eram ocupados quase que exclusivamente por homens.

No Shopping Palladium

O fato é que, democrático, o sorvete encanta em suas várias versões e é apreciado em todo mundo, ficando na memória afetiva das pessoas. “Algumas pessoas associam ao sorvete ao verão pela obviedade da referência. Para mim, no entanto, ele é muito parecido com aquela peça coringa que todos temos em casa. Então, sorvete é para diferentes ocasiões e todas as épocas do ano. Tanto é que o seu dia é bem no início da primavera”, brinca Maura Muller, executiva de Marketing do Palladium Ponta Grossa, relembrando que, mesmo em meio à frente fria que chega no Brasil e deixa esta primavera atípica (a temperatura mínima não deve passar de 12 graus neste final de semana, podendo chegar a 4 amanhã, no Dia do Sorvete), o Shopping oferece diferentes opções para quem quer aproveitar a data.

Das opções em palito, passando por versões em casquinha, copo, pote e barca, até a exclusividade do gelato, o Shopping Palladium oferece sorvete nas seguintes operações: 10 Pastéis (com açaí no copo), Açaí da Avenida (açaí no copo, no pote e na barca), Americanas (sorvete de palito), Bob’s (casquinha, sundaes, milkshake), Brasil Cacau (casquinha, cascão simples e trufado, sundae), Burger King (casquinhas tradicional e recheada, sundaes, milkshake), Cacau Show (sorvete de palito), Leone Gelateria (sorvete de massa, milkshake, banana split, petit gateau, brownie, crepe, cocada di forno e waffle, todos com sorvete), Madero (petit gateau, brownie, palha italiana, afogatto – todos com sorvete, e taça de sorvete), Maria Açai (açaí no copo, pote e casquinha, milkshake de açaí), Mc Donald’s (casquinhas tradicional e recheada, sundaes, milkshake), Milkshakeria (milkshakes), My Cookies (sandubão de cookie com recheio de sorvete), Nissei (sorvete de palito e potes de massa), OFC (petit gateau e brownie com sorvete), e Subway (paleta de mousse).

As informações são da assessoria de imprensa

Conteúdo de marca

Quero divulgar right