PUBLICIDADE

Jogador é condenado a prisão por morte de dirigente no PR

A vítima era dirigente esportivo do clube Nacional de Rolândia, no norte do Paraná

A vítima era dirigente esportivo do clube Nacional de Rolândia, no norte do Paraná
A vítima era dirigente esportivo do clube Nacional de Rolândia, no norte do Paraná -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O ex-jogador de futebol Vinícius Henrique Corsini foi condenado a 15 anos de prisão pela morte do empresário José Danílson Alves de Oliveira, de 58 anos. A vítima era dirigente esportivo do clube Nacional de Rolândia, no norte do Paraná.

O júri popular aconteceu nesta quinta-feira (22) e demorou 10 horas. A sentença saiu perto das 19h.De acordo com a Polícia Civil, Danílson foi esfaqueado após discutir com o ex-atleta. O motivo seria uma suposta conversa que a vítima teve com a mãe do réu, em que teria assediado a mulher.

O crime aconteceu em 16 de setembro de 2020. Corsini foi sentenciado por homicídio duplamente qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima e por meio cruel.No interrogatório, Corsini disse que, com o passar do tempo de convivência com José Danilson, o ódio que sentia só aumentou.

De acordo com as investigações, o ex-jogador tentou fugir de bicicleta, mas foi preso minutos depois de esfaquear o dirigente esportivo.

A defesa de Vinícius sustentou que o réu não agiu com o ânimo de matar e que teria agido impelido por relevante valor moral e sob domínio de violenta emoção, buscando a desqualificação do crime para homicídio simples. O advogado afirmou, ainda, que não houve emprego de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima. Ainda assim Vinícius foi julgado por homicídio duplamente qualificado.

Antes de dar a sentença, o juiz Alberto José Ludovico afirmou que uma série de quesitos foi submetida a votação dos jurados. “Aos que os senhores jurados, sempre por maioria de votos, reconheceu a materialidade do crime de homicídio duplamente qualificado e a respectiva autoria endereçada ao réu, rejeitando as teses da defesa”, pontuou Ludovico.

Com informações, Banda B

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE