PUBLICIDADE

Plauto publica carta aberta após perder eleições para a Alep

Deputado estadual não conseguiu se reeleger no domingo (2). Plauto representou o Paraná na Alep por oito mandatos

Ao todo, Plauto somou 21,7 mil votos em todo o estado
Ao todo, Plauto somou 21,7 mil votos em todo o estado -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O deputado estadual Plauto Miró (União) não conseguiu se reeleger para o cargo nas eleições deste domingo (2). Ao todo, Plauto somou 21,7 mil votos em todo o estado, o que não foi o suficiente para assegurar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Na tarde desta segunda-feira (3), ele divulgou uma carta aberta à população de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais. Plauto representou o Paraná na Alep por oito mandatos.

Confira a carta na íntegra:

Amigas e amigos!

A palavra que melhor define este momento é GRATIDÃO. Foram 30 anos, uma vida dedicada a representar, com muito orgulho, a minha cidade natal e os Campos Gerais na Assembleia Legislativa do Paraná. Nesse tempo, segui à risca o ensinamento do meu pai: “um político deve usar o seu cargo para servir e não para usufruir dele.”

Então, sou grato por ter merecido a confiança de milhares pessoas ao longo de todo esse tempo. A confiança de pessoas que não cheguei a conhecer, mas que me permitiram, de uma forma ou de outra, trabalhar por elas. 

Sou grato pela oportunidade de ter buscado meios para construir colégios, creches e casas para muitas famílias. De ter criado inúmeras leis que beneficiam os cidadãos paranaenses e de ter impedido que outras, ruins aos interesses públicos, fossem aprovadas. 

Sou grato por ter entregado a diversos prefeitos os recursos necessários para construir postos de saúde. Dinheiro para reformar hospitais, comprar ambulâncias e equipamentos que ajudam médicos e outros profissionais da saúde a salvarem vidas.

Sou grato pela chance de ter trazido o curso de Medicina para a Universidade de Estadual de Ponta Grossa. E por terem dado a mim a missão de buscar os recursos para construir o Hospital do Câncer de Ponta Grossa.

Mais que agradecido, eu me sito feliz porque contribuí para o progresso da nossa região ao mostrar aos governantes do nosso estado e aos empresários a potencialidade econômica capaz de abrigar tantas indústrias, como vemos hoje. 

Eu me sinto realizado quando passo por ruas e rodovias e vejo mais que asfalto. Percebo o resultado do meu trabalho, tornando a vida dos motoristas mais segura e possibilitando o transporte das riquezas do Paraná. 

Nem sempre consegui fazer tudo que era preciso. Por vezes, a legislação e os entraves burocráticos são impeditivos. Em outras situações, os conflitos políticos se sobrepõem. Mas uma coisa é certa: nunca deixei de fazer qualquer ação por má vontade. 

Irei finalizar este mandato cumprindo rigidamente a minha função como deputado. Vou cuidar, até onde for possível, de todos os trâmites para a conclusão do Hospital do Câncer. Como cidadão e empresário contribuirei para que esta nova unidade seja uma referência no tratamento desta doença.

Agradeço à minha família, especialmente aos meus filhos – Plauto Neto, Conrado e Laura – que me permitiram ficar distante e ausente em muitos momentos. E aos meus amigos, que sempre estiveram comigo nos bons e maus momentos. E meus agradecimentos à minha equipe que sempre contribuiu em toda a minha jornada.

Obrigado, a todos. 

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE