PUBLICIDADE

Programa Ciclobom supera meta de 1 milhão de copos reciclados

Ação da BO Packaging, maior produtora de copos e potes da América Latina, conta com parceria da Green Mining e da Suzano

Primeiro programa de logística reversa para copos de papel do Brasil foi lançado em 2019
Primeiro programa de logística reversa para copos de papel do Brasil foi lançado em 2019 -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A BO Packaging Brasil, maior produtora de copos e potes de América Latina, e com uma planta em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, lançou, em 2019, o primeiro programa de logística reversa para copos de papel do Brasil como parte de seus objetivos de sustentabilidade. Chamado Ciclobom, em apenas três anos o programa tem desviado do aterro mais de 1 milhão de copos de papel, e tem se posicionado como uma referência em projetos colaborativos, conseguindo unir os distintos atores da cadeia em prol de dar circularidade aos seus produtos. É assim que a iniciativa tem conseguido congregar os principais produtores de papel, como a Suzano, e as maiores redes de alimentação, como o Burger King, além da Green Mining, pioneira em logística reversa inteligente.   

O projeto é realizado com a implantação de coletores, identificados com a marca Ciclobom, em pontos de alto consumo, como cafeterias e restaurantes. Assim, os clientes podem descartar os copos de papel após o consumo e fazer parte ativa do ciclo sustentável. Após esse descarte, a Green Mining faz a conexão das lojas com o HUB de concentração por meio da coleta e rastreabilidade do material, que é pesado e registrado em sua plataforma baseada em tecnologia blockchain. Todas as embalagens pós-consumo são encaminhadas para a reciclagem e convertidas em novas matérias-primas.

O diretor da BO Packaging, Felipe Domenech, conta que o programa Ciclobom nasceu com os objetivos de sustentabilidade da companhia. “O Ciclobom é o único programa de reciclagem de copos na América Latina, e temos certeza de que este projeto crescerá cada dia mais. Acreditamos que, com a adesão de grandes players como o Burger King, motivaremos outras grandes empresas que desejam fazer a diferença para o meio ambiente e evoluir as suas marcas para um novo patamar”, destaca. Felipe explica que, atualmente, uma porcentagem muito baixa dos copos de papel são destinados à reciclagem. “Diante disso, convidamos o todos a unir-se nesta inciativa e, assim, diminuir o acúmulo de lixo, conseguindo reciclar e reutilizar os recursos em prol do planeta” reforça Domenech. 

De acordo com Rodrigo Oliveira, presidente da Green Mining, a logística reversa tem espaço para muitas soluções dentro e fora do país e a expansão desse projeto mostra o quanto a cooperação e a evolução tecnológica são aliadas do meio ambiente. “A tecnologia utilizada para proporcionar eficiência em iniciativas sustentáveis permite que ações concretas e contínuas sejam implantadas e multiplicadas. Estamos fazendo logística reversa de verdade”, afirma o executivo.

Para a Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, ao fazer parte do programa Ciclobom, a companhia busca contribuir ainda mais para uma cadeia produtiva sustentável e fortalecer suas práticas em prol do meio ambiente. “Como uma empresa que tem sua operação desenvolvida a partir de uma matéria-prima renovável, reciclável e biodegradável, nós temos como premissa estabelecer parcerias que tenham valores semelhantes aos nossos e que nos ajudem a construir um futuro melhor”, diz Fabio Almeida, diretor executivo de Papel e Embalagens da Suzano.

Sobre a BO Packaging

A BO Packaging é uma multinacional chilena com mais de 20 anos de história. A empresa faz parte do grupo Inversiones BO, um dos maiores grupos econômicos na América Latina, que atua em cinco áreas de negócios: fabricação de embalagens, papel para impressão, cultivo e exportação de frutas, fabricação de vidro para a construção e construção civil. 

A BO Packaging Brasil faz parte da unidade de embalagens e é a maior produtora de copos de papel na América Latina, com fábricas no Chile, Peru e Brasil. Aqui, ela é a fornecedora das principais redes de fast foods e cafeteiras, além de cinemas. Com foco na sustentabilidade, a BO utiliza matéria-prima de fontes renováveis, com o selo de certificação do FSC (Forest Stewardship Council®).  Além disso, toda a energia utilizada na produção dos copos provém de fontes renováveis e todos os resíduos da produção são reciclados. A BO é pioneira no segmento quando o assunto é cuidado com o meio ambiente. A prova está no descarte de seus produtos, que a levou a implementar o projeto Ciclobom, responsável pela recuperação de 1 milhão de copos em dois anos. Mais informações em: bopackaging.com.br


Sobre a Green Mining

A Green Mining é uma das startups selecionadas em todo o mundo pela cervejaria Ambev, por meio do programa 100+ Accelerator. Integrante do grupo de empresas do Pacto Global da ONU, maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, foi vencedora do ‘Better World Award’, realizado na Bélgica e da competição mundial de Ideias de Negócios Verdes da Climate Ventures. Além de representar o Brasil no programa mundial Climate Launchpad, na Holanda e vencedora da 1ª edição brasileira do evento europeu Greentech Challenge. 

Em 2021, a startup foi premiada no Ranking 100 Open Startups, entrando para o TOP 10 na categoria CleanTechs, e apresentou o projeto de logística reversa inteligente na COP26, a Conferência do Clima da ONU. Desde o início das operações, já coletou e encaminhou para reciclagem mais de 4,6 milhões de quilos de embalagens pós-consumo e evitou a emissão de mais de 766 mil quilos de CO₂. 

As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE