Torcedor do Fla rifa ingresso para tratar câncer do cachorro

Esporte

08 de outubro de 2019 13:40

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Operário e CRB ficam no empate no Rei Pelé

Futsal feminino de PG inicia a participação nos 62º JAPs

Atletas de PG conquistam medalhas no ciclismo de pista

Sport e Botafogo vencem na abertura da rodada da Série B
Operário faz hoje partida de ‘seis pontos’ contra CRB
Seleção enfrentará Argentina e Coreia do Sul em novembro
PG é campeã da natação nos Jogos Abertos do PR
'Doze' foi adotado pela família em 2014 Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
PUBLICIDADE

Danilo tem 32 anos, mora no centro do Rio, e está atualmente desempregado; objetivo da ação era arrecadar R$7 mil para o tratamento de 'Doze', o cachorro da família

Qual o bem material mais valioso que você tem? Um carro? Uma casa? Para muitos, pode ser até um pedaço de papel. Caso do rubro-negro Danilo Melo, que rifou o ingresso do jogo de volta da semifinal da Libertadores, dia 23, contra o Grêmio, no Maracanã, para custear o tratamento do seu cachorro, que luta contra um câncer. Em troca, contou com o apoio da torcida do Flamengo, que bateu a meta estabelecida em menos de uma semana.

Danilo tem 32 anos, mora no Estácio, no centro do Rio, e está atualmente desempregado. Junto da namorada Renata Ragi, de 31, cuidam de "Doze", nome do cachorro que estava abandonado em Niterói e foi adotado pelo casal em 2014. O drama atrás de dinheiro começou após uma consulta ao veterinário para cuidar de uma inflamação, eles descobriram que o animal teria que tratar da doença.

"Ele estava tendo uma inflamação no queixo. Começamos a achar estranho e levamos ao veterinário. Ele operou e tirou, mas depois saiu o resultado e vimos que era um turmo maligno, grau 3. A médica falou que ele teria que passar por sessões de quimioterapia e radioterpaia",  conta Danilo.

Leia Mais em Extra

PUBLICIDADE

Recomendados

IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede