Rangel pretende doar Germano Krüger ao Operário

Esporte

17 de outubro de 2019 09:33

Da Redação


Relacionadas

Cury defende retorno do Campeonato Paranaense

'Brasileirão da Série B deve iniciar em agosto', diz CBF

Momento Cavali recebe o paratleta Ageu Lauriche

Thiago Silva, do PSG, está de olho em clube europeu
Presidente do OFEC testa positivo para Covid-19
Jogadores do Botafogo testam positivo para covid-19
Crivella suspende Estadual, mas volta atrás e edita decreto
Com a doação, direção do Operário poderá fazer obras e reformas no Germano Krüger Foto: Ponta Grossa Do Alto
PUBLICIDADE

Estádio municipal pode ser entregue definitivamente ao clube a partir de projeto de lei do Poder Executivo que será encaminhado à Câmara Municipal

O controle de todas as ações do estádio Germano Krüger pode ser entregue definitivamente ao Operário Ferroviário. O prefeito Marcelo Rangel informou na manhã desta quinta-feira (17) que está finalizando um projeto de lei que prevê a doação do estádio, que hoje pertence ao município, ao clube de Vila Oficinas. Dessa forma, a direção do OFEC seria responsável pelas obras e manutenções necessárias ao espaço.

Para Rangel, o projeto de lei que será assinado nesta sexta-feira (18) permitirá que o clube faz todas as adequações necessárias, como a ampliação das arquibancadas e reformas em vestiários, por exemplo. “Como se consegue patrocínio de uma grande empresa, indústria, uma multinacional, para se fazer a transformação do estádio?”, exemplifica o prefeito para justificar a elaboração do projeto. Ele garante que foi realizado um amplo estudo junto ao corpo técnico jurídico da Prefeitura para garantir que o projeto será constitucionalmente viável.

Ao passar o controle do GK ao Operário, o projeto de lei também cobra contrapartidas sociais que beneficiam a cidade, conforme o prefeito. De acordo com Rangel, o PL exige que o time se mantenha em Ponta Grossa e, caso decida mudar sua sede oficial, o estádio será devolvido à Prefeitura. Além disso, o projeto prevê que o clube mantenha suas ações sociais, como em escolas e nos campos de futebol society espalhados pelo município, com a presença de olheiros que avaliam o talento de promessas da cidade.

Também como contrapartida à doação em definitivo do terreno, o Operário deverá manter atividades relacionadas com a lei de incentivo ao esporte e também representar o município em competições promovidas pelo governo do Estado, como os Jogos Estudantis e os Jogos da Juventude. Por fim, como detalha o prefeito, o time deverá levar a bandeira de Ponta Grossa na camisa – o que também já é feito pelo clube atualmente.

Rangel confirmou que o projeto será encaminhado à Câmara Municipal para apreciação dos vereadores ainda nesta sexta e está confiante na aprovação. “Tenho certeza que será unânime porque é um interesse de todos os ponta-grossense, estamos vivendo um grande momento do nosso time”, complementa o prefeito.

PUBLICIDADE

Recomendados