Ligas nacionais de vôlei podem retornar no mês de junho

Esporte

14 de maio de 2020 20:30

Agência Brasil


Relacionadas

‘De folga’, Operário seca adversários no fim de semana

Chapecoense empata com o América-MG e sobe para 3º

Atlético-GO marca nos acréscimos e elimina Fluminense

Santos vence fora de casa e encaminha vaga na Libertadores
Gerson Gusmão elogia postura ofensiva diante do Cuiabá
América-MG vence Ponte Preta e avança na Copa do Brasil
Com 11 desfalques, Flamengo vence pela Libertadores
Decisão foi tomada por Federação Internacional de Vôlei Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Decisão foi tomada por Federação Internacional de Vôlei

O conselho de administração da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) realizou uma reunião na última quarta (13) na qual aprovou atualizações no calendário 2020-2021 após a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Entre as mudanças está a permissão para que todas as ligas nacionais recomecem no dia 1º de junho de 2020 para o encerramento da temporada 2019/2020.

No entanto, a permissão será confirmada desde que seja seguro e esteja sujeita “às diretrizes de saúde e segurança emitidas pelas autoridades nacionais e locais”. A FIVB também afirma que “será necessário que as ligas nacionais implementem medidas abrangentes de segurança e proteção para garantir a saúde e o bem-estar de atletas, torcedores, funcionários e todas as partes interessadas envolvidas na organização de eventos. Esta decisão permite que o voleibol seja retomado em escala nacional se for seguro fazê-lo”.

Segundo o presidente da FIVB, o brasileiro Ary Graça: “As decisões aprovadas pelo Conselho de Administração da FIVB e pelo Comitê Executivo da FIVB são essenciais para garantir a saúde e o bem-estar de toda a família de voleibol durante esses tempos sem precedentes (…). Não há dúvida de que agora é o tempo necessário para que todos os membros da nossa família do voleibol trabalhem juntos e ajam como um na tomada de fortes medidas coletivas em benefício do voleibol”.

PUBLICIDADE

Recomendados