Flamengo derrota Fluminense por 2X1 no 1º jogo da final

Esporte

12 de julho de 2020 18:37

Da Redação


Relacionadas

Operário enfrenta o Náutico nesta terça-feira

Atlético-MG estreia com vitória de 1 x 0 sobre o Flamengo

Jogo entre Goiás e SPFC é suspenso por 8 casos de covid

Nos pênaltis, Palmeiras vence e conquista o Paulistão
Fantasma 'voa' e vence o Figueirense na estreia da Série B
Operário pega o Figueirense hoje na estreia da Série B
Paraná leva gol no último lance e fica no empate pela Série B
Pedro marcou o primeiro gol do Flamengo; e Michael o segundo Foto: Marcelo Cortes/CRF
PUBLICIDADE

No jogo de ida da final do Carioca, Evanílson marcou o gol do Tricolor e abriu o placar, mas o Flamengo virou e venceu a partida

Na partida de ida da decisão do Campeonato Carioca, disputada neste domingo, o Flamengo derrotou o por 2 a 1. Evanílson marcou para o Tricolor, Pedro e Michael para o adversário. O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira, às 21h, no Maracanã. O empate favorece o Flamengo; caso o Fluminense vença por um gol de diferença, leva a disputa para os pênaltis, e acima disso é campeão.

No primeiro tempo , o Fluminense começou a partida dominando as ações. Marcando no campo adversário e dificultando a saída de bola, o Tricolor teve a primeira boa chance ainda no primeiro minuto. Em falta na intermediária, Nene cobrou na área com perigo e a defesa cortou. 

Aos seis, um ótimo contra-ataque iniciado por Hudson, que virou o jogo com Marcos Paulo. O camisa 11 arrancou e aproveitou a passagem de Hudson pela direita. O volante invadiu a área, fez o cruzamento, mas novamente a defesa adversária fez o corte. No minuto seguinte, mais uma boa chegada. Evanilson invadiu a área pela direita, bateu cruzado e o goleiro fez a defesa.

Aos 28, Pedro recebeu na área, bateu forte e abriu o placar para o Flamengo. Mesmo em desvantagem, o Fluminense manteve a pegada em busca do empate. Aos 43, chegou muito perto, em um ótimo contra-ataque. Marcos Paulo raspou de cabeça e achou Egídio. O lateral foi ao fundo e cruzou, Evanilson chegou de frente, mas não alcançou.

Segundo Tempo

Sem alterações, o Fluminense voltou mais uma vez pressionando no campo adversário. Aos sete, em uma boa recuperação, Dodi arriscou de longe e obrigou o goleiro a fazer grande defesa. Aos 12, quase um gol de placa. Yago recebeu na área, aplicou um lindo chapéu e finalizou forte, mas a bola parou em mais uma defesa do adversário. A pressão foi aumentando, até o empate. Aos 15, em um lindo contra-ataque, Egídio cruzou na medida certa para Evanilson, que estufou a rede do adversário.

A pressão seguiu e aos 22, Hudson aproveitou rebote, bateu forte, mas a bola parou no goleiro. Na sequência, Evanilson deu lugar a Fernando Pacheco, na primeira mexida do Fluminense. Aos 26, em novo contra-ataque, Yago chegou batendo forte e obrigou o goleiro a fazer mais uma defesa. Dois minutos depois, porém, o adversário voltou a liderança, com Michael. Michel Araújo e Caio Paulista entraram na vaga de Dodi e Marcos Paulo.

O Fluminense quase chegou ao empate aos 33. Em contra-ataque rápido, Pacheco cruzou para trás, Yago foi travado na hora do chute e, no rebote, Michel Araujo quase empatou. Miguel e Yuri entraram nas vagas de Nene e Yago. Aos 44, Caio Paulista arriscou forte e a bola passou rente a trave. Por fazer cera para ser substituído no fim do jogo, Gabriel Barbosa, do Flamengo, levou o segundo amarelo e foi expulso. O Fluminense pressionou até o fim, buscando o empate, mas a bola não entrou. 

As informações são da assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados