Presidente do Athletico dispara contra torcida após empate

Esporte

18 de outubro de 2020 08:51

Da Redação


Relacionadas

Flamengo e Racing duelam para avançar na Libertadores

Ceará atropela Vasco e vence em São Januário por 4 a 1

Fluminense fica no 0 a 0 com o RB Bragantino

Lanterna da Série B, Oeste bate o Avaí por 3 a 0
Operário traz um ponto após empatar com o Brasil-RS
Operário tem três retornos para duelo contra o Brasil
CSA derrota Ponte Preta e fica a três pontos do G4 da Série B
"Não me façam me arrepender pelo que fiz para esse time de bairro", disparou Mário Celso Petraglia nas redes sociais Foto: Divulgação/Athletico
PUBLICIDADE

"Não me façam me arrepender pelo que fiz para esse time de bairro", disparou Mário Celso Petraglia nas redes sociais

O presidente do Athletico, Mario Celso Petraglia, desabafou no Twitter sobre as cobranças da torcida diante da má campanha do time no Brasileirão, que está na zona do rebaixamento. Após o empate em 1 a 1 diante do Atlético-GO, o dirigente postou: “Gente, me poupem, não tenho mais para dar, minha competência está neste limite, da transformação de um time de bairro em campeão brasileiro por duas vezes”.

Na publicação, Petraglia discutiu com alguns torcedores e chegou a definir o Athletico como “time de bairro que em 70 anos treinava na praça na frente da belíssima baixada”. “Torcida? O que além de encherem o saco fizeram? Nada! Não me façam me arrepender pelo que fiz para esse time de bairro que em 70 anos treinava na praça na frente da belíssima baixada!”, respondeu.

Ele ainda rejeitou as cobranças, questionando a presença da torcida na Arena da Baixada. “Com que direito vocês têm para exigir alguma coisa! Nunca tivemos nosso estádio cheio, só em finais…”, disparou.

Após os títulos da Sul-Americana e da Copa do Brasil nos últimos dois anos, a pressão sobre Petraglia aumentou diante dos maus resultados. Além disso, o investimento em reforços não surtiu efeit após o desmanche da equipe campeã.

Há 13 rodadas, o Athletico é comandado interinamente por Eduardo Barros, jovem técnico de apenas 35 anos. Na 17ª posição com apenas 16 pontos, o Rubro-Negro não vence há cinco jogos na Série A.

Para contornar a crise, o Furacão aposta no retorno de Paulo Autuori ao clube. Ex-técnico e diretor entre 2016 e 2017, o profissional de 64 anos volta para ser diretor técnico. Porém, não está descartada a possibilidade de Autuori comandar a equipe ao lado de Barros enquanto o Athletico busca um técnico no mercado.

Informações do Tribuna

PUBLICIDADE

Recomendados