TTF repudia agressão e diz que fato foi distorcido

Esporte

19 de outubro de 2020 14:03

Da Redação


Relacionadas

Hamilton bate recorde ao conquistar a pole no Bahrein

“Vencemos na vontade”, celebra Matheus Costa

Confiança impõe primeira derrota ao Cruzeiro de Felipão

Série B: América-MG empata com lanterna Oeste
Fantasma vence no GK e complica o Paraná na Série B
Vôlei de praia: 24 duplas abrem chave principal do Circuito
Operário quer reencontrar vitórias diante do Paraná
Trem Fantasma emitiu nota de esclarecimento nessa manhã de segunda-feira Foto: Arquivo / aRede
PUBLICIDADE

Torcida organizada do Operário esclarece denúncias e divulga nota de esclarecimento

Em nota publicada nas redes sociais nessa segunda-feira (19), a torcida organizada Trem Fantasma (TTF), manifesta-se contrária a qualquer agressão, seja ela física ou moral, contra qualquer pessoa, especialmente integrantes da diretoria e seus respectivos familiares. Mas, assinala que o vídeo produzido por Joélcio Miranda, diretor do programa Sócio Fantasma da Vila, em defesa do filho Guilherme, distorce os fatos.

Veja a integra da nota:

‘A Torcida Trem Fantasma vem esclarecer os fatos ocorridos em um estabelecimento na cidade de Ponta Grossa, na noite do último domingo (18/10).

O filho de um dos diretores do Operário Ferroviário, através de um vídeo postado em algumas redes sociais, acusou nossa instituição por uma agressão física sofrida por ele, supostamente em razão do momento atual do clube na série B do Campeonato Brasileiro. Desde logo, a Diretoria da Torcida Trem Fantasma manifesta-se contrária a qualquer agressão, seja ela física ou moral, contra qualquer pessoa, especialmente integrantes da diretoria e seus respectivos familiares. Esta é uma prática que repudiamos com veemência. Mas não podemos nos calar frente à distorção feita no vídeo em relação ao fato ocorrido e elementos que motivaram o mesmo.

O fato ocorrido tem origem em uma conversa entre o filho do diretor do Operário Ferroviário e alguns integrantes da Torcida que, sem qualquer tipo de agressão, buscavam esclarecer o posicionamento dele relacionado às seguidas provocações e ataques a torcida e alguns integrantes, inclusive de forma pessoal, em redes sociais. Mantendo uma postura de deboche e desprezo por seus interlocutores, o filho do diretor do clube fez uso de seu Smartphone para filmar a conversa. Também, durante a conversa, ofendeu um dos integrantes da torcida, que conversava com um ex jogador do clube, momento em que houve o conflito entre ambos.

A partir do que foi relatado, solicitamos que o vídeo seja trazido a público a fim de confirmar a verdadeira razão do acontecimento que, deixamos claro, em nada tem relação com o clube ou com a Torcida Trem Fantasma enquanto instituição, mas sim uma troca de agressões de cunho pessoal entre o filho do diretor e um dos membros da torcida'.

TREM FANTASMA

 

PUBLICIDADE

Recomendados