PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Athletico-PR encara Flamengo em 1º duelo da semifinal

Esporte

20 de outubro de 2021 11:00

Da Redação


Relacionadas

Athletico se torna uma das principais forças do futebol brasileiro

Operário conhece tabela da primeira fase do Paranaense 2022

CRB vence o Vitória pela Série B e ajuda o Operário

Mais de 1,1 mil pessoas participam de atividades esportivas
Botafogo bate o Brasil e garante título antecipado
Corinthians derrota o Santos em clássico paulista
Athletico celebrará bicampeonato hoje em frente à Arena
Jogo acontece nesta noite na Arena da Baixada Foto: Alexandre Vidal/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Metade da capacidade da Arena da Baixada está liberada ao público, o equivalente a mais de 20 mil pessoas

 

Athlético-PR e Flamengo começam a decidir, na noite desta quarta-feira (20), em Curitiba, quem vai à final da Copa do Brasil. O Furacão não vai contar com os volantes Christian e Richard - suspensos por cartão - nem com o lateral-esquerdo Pedrinho e o atacante Guilherme Bissoli, por já terem defendido clubes na competição. A partida às 21h30 (horário de Brasília), na Arena da Baixada será transmitida ao vivo na Rádio Nacional, com narração de André Marques, comentários de Waldir Luiz e reportagem de Bruno Mendes.

Metade da capacidade da Arena da Baixada está liberada ao público, o equivalente a mais de 20 mil pessoas. O técnico Alberto Valentim fala do fator torcida neste duelo, que ficou na bronca após a derrota para o Fluminense por 1 a 0 no Campeonato Brasileiro.

“A expectativa da torcida é vir na Arena, ver uma vitória e ficar muito insatisfeita quando o resultado não vem, porque é uma equipe grande, finalista da Copa Sul-Americana, semifinalista da Copa do Brasil”, analisou Valentim durante coletiva.

No Flamengo, o atacante Pedro treinou normalmente e está relacionado para o confronto contra o Furacão. No entanto, David Luiz, Bruno Henrique e Arrascaeta seguem no departamento médico.

Depois do empate sem gols contra o Cuiabá no Maracanã, no último domingo (17), o técnico Renato Gaúcho já tem a fórmula para enfrentar uma nova retranca.

“É mais fácil destruir do que construir no futebol. No momento que você pega um adversário bem fechado, tem que jogar rápido, virar o jogo, trocar passes, buscar jogadas pela linha de fundo, de preferência, com jogadores que cabeceiem bem dentro da área”, explicou o treinador rubro-negro carioca.

Com informações da Agência do Brasil

 

PUBLICIDADE

Recomendados