Exames pré-operatórios para cuidar da próstata aumentada

Homem-comportamento

20 de fevereiro de 2019 13:40

Da Redação


Relacionadas

Barba dificulta vedação de máscaras, diz infectologista

Paternidade ativa e como praticar no dia a dia

Porque tentar ser produtivo o tempo todo é improdutivo

Estudo revela o comportamento do homem brasileiro
Orientadora fala sobre as chances de um segundo encontro
Dificuldade de ir ao banheiro fora de casa tem explicação
Cerca de 42 milhões de brasileiros sofrem com a calvície
Foto: Divulgação Pixabay
PUBLICIDADE

Avaliação pelo urologista antes e após a Embolização das Artérias da Próstata (EAP) é obrigatória

Segundo uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Urologia, 50% dos homens que procuram urologistas, fizeram isso apenas porque as namoradas ou esposas fizeram pressão.  Boa parte do problema é uma questão de cultura.

A avaliação pelo urologista antes e após a Embolização das Artérias da Próstata (EAP) é obrigatória. O urologista é o especialista que sempre irá lhe acompanhar com relação às enfermidades urogenitais. De acordo com a Resolução do Conselho Federal de Medicina, não se deve realizar esse procedimento sem uma prévia avaliação e indicação pelo urologista.

O médico fará o toque retal e exame clínico geral. De acordo com o Parecer/Resolução do Conselho Federal de Medicina, os exames complementares a serem solicitados são:

1.       Toque Retal;

2.       Exames Clínicos;

3.       Teste de PSA (mede uma proteína chamada antigênico específico da próstata no sangue;

4.       Exame de sangue e urina de rotina pré-operatória;

5.       Estudo Urodinâmico para uma avaliação funcional da bexiga;

6.       Ultrassonografia;

7.       Ressonância magnética da próstata.

Informações Assessoria de Imprensa






PUBLICIDADE

Recomendados