Bilionário morre em operação para aumentar o pênis

Insana

11 de março de 2019 17:12

Da Redação


Relacionadas

Presidente da Nicarágua reaparece após 34 dias e minimiza pandemia

Gêmeos são batizados de Corona e Covid na Índia

Padre ativa filtros sem querer durante transmissão ao vivo

Bebê nasce com expressão zangada e vira meme na web
Pesquisas por 'vírus da cerveja corona' crescem 1.100%
Mãe vai à lua de mel da filha e engravida do genro
Homem é operado às pressas após tomar viagra para touro
Amigos próximos a Ehud Arye Laniado confirmam que o empresário sempre foi muito vaidoso Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O bilionário Ehud Arye Laniado, conhecido por ser dono da Omega Diamonds, empresa de diamantes com base na Bélgica, morreu no sábado (2) aos 65 anos, após se submeter a uma cirurgia de aumento peniano e sofrer uma parada cardiorrespiratória.

O empresário se internou em uma clínica localizada na icônica avenida Champs-Elysées, em Paris na França, e segundo dois funcionários da empresa, Laniado morreu durante o procedimento.

De acordo com o jornal 'Le Soir', a clínica em que ocorreu a cirurgia ainda tentou realizar uma massagem cardíaca para reanimar o bilionário antes de chamar o serviço de emergência.

Em nota, a empresa confirmou a morte do empresário. “Depois de uma vida excepcional, Ehud será trazido de volta para Israell, seu destino final de descanso. Nós sentiremos sua falta”, diz o texto.

Conhecido por 'se preocupar muito com as aparências', amigos que não quiseram se identificar informaram ao Daily Mail, que o empresário mantinha uma cobertura avaliada em R$ 150 milhões em Mônaco e armava festas rodeado de celebridades e modelos.

Em vida, Laniado vendeu alguns dos diamantes mais caros da história. O mais famoso deles é o Blue Moon, leiloado por R$ 185 milhões, em 2015, para um empresário de Hong Kong, Joseph Lau Luen Hung.

Com informações de Yahoo

PUBLICIDADE

Recomendados