Bilionário morre em operação para aumentar o pênis

Insana

11 de março de 2019 17:12

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Macaco mata homem de 60 anos e fere outras nove pessoas na Índia

Empresa procura pessoas para testar colchões dormindo

Touro cai sobre telhado de residência

'Coelho da Páscoa' bate em marido que espancava a mulher
Homem processa os pais após descartarem sua coleção pornô
Mulher bate carro após ver uma aranha no banco de passageiros
Homem tem pênis amputado após 48 horas de ereção
Amigos próximos a Ehud Arye Laniado confirmam que o empresário sempre foi muito vaidoso Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O bilionário Ehud Arye Laniado, conhecido por ser dono da Omega Diamonds, empresa de diamantes com base na Bélgica, morreu no sábado (2) aos 65 anos, após se submeter a uma cirurgia de aumento peniano e sofrer uma parada cardiorrespiratória.

O empresário se internou em uma clínica localizada na icônica avenida Champs-Elysées, em Paris na França, e segundo dois funcionários da empresa, Laniado morreu durante o procedimento.

De acordo com o jornal 'Le Soir', a clínica em que ocorreu a cirurgia ainda tentou realizar uma massagem cardíaca para reanimar o bilionário antes de chamar o serviço de emergência.

Em nota, a empresa confirmou a morte do empresário. “Depois de uma vida excepcional, Ehud será trazido de volta para Israell, seu destino final de descanso. Nós sentiremos sua falta”, diz o texto.

Conhecido por 'se preocupar muito com as aparências', amigos que não quiseram se identificar informaram ao Daily Mail, que o empresário mantinha uma cobertura avaliada em R$ 150 milhões em Mônaco e armava festas rodeado de celebridades e modelos.

Em vida, Laniado vendeu alguns dos diamantes mais caros da história. O mais famoso deles é o Blue Moon, leiloado por R$ 185 milhões, em 2015, para um empresário de Hong Kong, Joseph Lau Luen Hung.

Com informações de Yahoo

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
aRede aRede
aRede
aRede