PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Padre anuncia em missa que está apaixonado e deixa a Igreja

Insana

14 de abril de 2021 13:00

Da Redação


Relacionadas

Rapaz furta roupa de cadela e câmera flagra ação

Homem que vendia x-salada de maconha com cocaína é preso

Polícia encontra corpo de criança em freezer de casa

Galo é apreendido após perturbação do sossego no PR
Casal é flagrado fazendo sexo à luz do dia em praia de SC
Pinscher de traficante mostra droga enterrada por dono
Fundador do China In Box acorda após 2 anos em coma
Riccardo Ceccobelli foi suspenso do serviço e iniciou os trâmites para voltar a ser um cidadão comum Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Riccardo Ceccobelli foi suspenso do serviço e iniciou os trâmites para voltar a ser um cidadão comum

O padre Riccardo Ceccobelli, 41 anos, sacerdote da diocese de Todi, na província de Perugia, região central da Itália, anunciou aos fiéis durante a missa do último domingo (11) que vai pendurar a batina por amor.

"Não posso deixar de continuar a ser consistente, transparente e correto como sempre fui até agora. Mas meu coração está apaixonado. Quero tentar viver este amor sem o sublimar, sem o retirar", disse o padre a seu superior, o bispo Gualtiero Sigismondi, segundo um comunicado da diocese.

O padre, que contou sua história à imprensa nesta terça-feira (13), foi suspenso do serviço e iniciou os trâmites para voltar ao estado laico, ou seja, um cidadão comum, segundo a mesma fonte. "Agradeço a dom Riccardo por todo serviço prestado até agora. E, em primeiro lugar, envio-lhe meus mais sinceros votos para que esta decisão, tomada em plena liberdade, como ele mesmo me disse, garanta-lhe paz e serenidade", declarou o bispo Sigismondi.

O padre confessou que a decisão foi difícil porque ama e respeita a Igreja. "Não consigo ser coerente, transparente e correto (com a Igreja) como tenho sido até agora", reconheceu, segundo o comunicado. Segundo o jornal Corriere della Sera, "todo mundo sabia" em sua cidade, perto de Perugia, que Riccardo estava com uma mulher. A identidade da amada não foi divulgada.

Com informações da Gaúcha ZH

PUBLICIDADE

Recomendados