Participação de Anitta em “Amor de Mãe” é perfeitamente dispensável

Mix

13 de fevereiro de 2020 05:00

Da Redação


Relacionadas

Concerto online reúne artistas de PG e do exterior

PG Memória 2020 começa nesta quinta-feira

Nossa Casa Viva traz receita típica dos Campos Gerais

Professora de Direito da UEPG lança duas obras de mestrado
Crônica: “Quando morremos, morrem as coisas?”
Professores se inspiram em Van Gogh para ensinar conteúdos
Museu de Arte da UFPR lança web série
Foto:
PUBLICIDADE

A Globo marcou para o próximo dia 27, uma quinta-feira, o início de exibição das cenas gravadas por Anitta para “Amor de Mãe”.

Sabrina, a personagem dela, vai se aproximar de Ryan, cantor interpretado por Thiago Martins, e tentar tirar proveito da fama que ele já conquistou no mercado musical.

Como se vê, todo um malabarismo para tornar possível a sua especial presença e passar a quem assiste a imagem de alguma verdade.

Tudo muito bom, tudo muito bem, só que essas participações pitorescas – a da Anitta agora e das tantas outras zilhões que já aconteceram-, em vez de alguma necessidade ou contribuição artística, só acontecem para chamar um pouquinho mais de atenção para a novela. 

No fundo, como se vê, uma grande bobagem. E um artifício que para “Amor de Mãe”, na altura que está e os resultados que vem conquistando, é perfeitamente dispensável. 

PUBLICIDADE

Recomendados