“BBB” está mudando o calendário da televisão brasileira

Mix

24 de fevereiro de 2020 05:30

Da Redação


Relacionadas

Coronavírus: decisão sobre próximo “The Voice Brasil” sai em abril

Não perca o foco em tempos de Pandemia!

DJ Maurício Cury lança música aos profissionais da saúde

Filmes poderão ter papel importante na TV em tempos de coronavírus
Questão do hábito faz toda diferença na alta audiência da Globo
Grupo educacional disponibiliza cursos online gratuitos
O delicado momento da Teledramaturgia da Record
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A afirmação que o ano só começa depois do Carnaval, durante muito tempo também valeu para a televisão, porque as emissoras, em sua maioria, não realizavam investimentos na programação em janeiro e fevereiro.

Tinha-se como verdade, ou tentava-se passar como tal, que este era um período em que as agências de propaganda e os principais clientes usavam apenas para planificar as suas mídias. E que dinheiro novo nenhum era colocado no mercado nesses dois primeiros meses.

Uma lenda que só o entretenimento seguia ou usava para fundamentar a sua paralisação, porque o jornalismo, nem poderia ser diferente, e a dramaturgia sempre continuavam com suas vidinhas normais.

E assim foi até que o “Big Brother”, além de anular essa justificativa, aos poucos começou a apresentar, inclusive para a própria Globo, as vantagens de se fazer televisão o ano inteiro. E um exemplo que, também lentamente, começa a servir para outras TVs, como Record e Band, por exemplo.

Das maiores, se verifica, só o SBT ainda continua parado no tempo e na história.

E, por certo, perdendo muito com isso.

PUBLICIDADE

Recomendados