Mãe também treina, por Andreia Tokutake

Mix

08 de maio de 2020 23:30

Da Redação


Relacionadas

Empreendedores reinventam festa junina na pandemia

PM fecha festa com ex-BBBs e o cantor Bruno em Goiás

Amigos da Leitura realiza promoção de livros

Moda Inverno: Super feminina e româtica
Atividade física pode ajudar no combate à depressão
Livro de crônicas sobre bairros de Irati é sucesso de vendas
Exposição virtual sobre o ciclo da madeira em Palmeira atinge mil acessos
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

E eu posso garantir que não é impossível. Pensem nisso e um Feliz dia das Mães a todas nós!

Quem disse que maternidade e esportes não combinam? Tudo bem que um bebê muda completamente os hábitos da mulher. Mas isso não impede que ela volte a treinar ou até competir. Pelo contrário. Muitas vezes, o bebê atua justamente como combustível para o retorno dela à ativa. Mas isso desde que o retorno aconteça no momento certo.

É importante entender que não adianta querer voltar a treinar com tudo ou no ritmo que tinha antes da gestação, seja este o primeiro, o segundo ou o terceiro filho. É preciso retomar aos poucos, para conseguir adaptar-se à nova rotina. O desafio passa a ser quádruplo: conciliar o trabalho, os afazeres da casa, os cuidados com o bebê e a volta gradativa aos treinos.

Nesse período, o bebê tem direito a mamadas em intervalos que variam de duas horas e meia a quatro horas. Cansativo, né? Mas não impossível. Se o aleitamento for feito de três em três horas, por exemplo, é legal fazer o treino no início do intervalo entre uma mamada e outra.

Os cuidados com a alimentação e a hidratação também devem ser redobrados. Durante o período de amamentação, o gasto calórico que ela pode ter é de, em média, 400 a 700 calorias/dia, quando o aleitamento é exclusivo.

Esse gasto de energia exige, naturalmente, reposição. Apesar da facilidade de emagrecer nessa fase, a mamãe fitness deve manter a dieta mais saudável possível. Frutas, legumes e vegetais, irão fornecer diferentes fontes de vitaminas e minerais, principalmente antioxidantes.

Descansar é fundamental, a quantidade de treinos tem limite. Três vezes por semana de treino já está bom, segundo especialistas. Além de proporcionar mais flexibilidade à rotina das mamães, essa quantidade de treinos garante uma boa recuperação. Por isso, são essenciais acompanhamentos nutricional e uma dieta balanceada, além de um bom descanso.

Eu sou mãe de 3 filhos e confesso que o começo não foi fácil. Nós, mães, em vários momentos nos sentimos um pouco perdidas e, por muitas vezes, com nossa autoestima em baixa e isso não é legal.

Mães, todas nós temos a missão de cuidar dos seres mais importantes de nossas vidas, com bons exemplos, com muita disposição e muito amor. Mas, para cumprir o papel mais importante que nos foi dado, precisamos estar de bem com a gente mesmo e com nossa saúde. 

PUBLICIDADE

Recomendados