Estudante de Ponta Grossa escreve seu 2° livro

Mix

26 de outubro de 2020 18:20

Da Redação


Relacionadas

Professor promove palestra sobre a Semana da Consciência Negra

Coleções de moda destacam-se por diferentes culturas

Mostra de Talentos será exibida online neste sábado

Escritora de PG lança novo livro
Museu Paranaense traz mostra em parceria com Fundação
Mostra “Em Casa com Bonecos” estreia domingo
Crônicas dos Campos Gerais: “Máscaras aqui e acolá”
Estudante de Ponta Grossa escreve seu 2° livro. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Além das duas obras Alexia tem mais cinco obras em andamento

O interesse pela leitura e pela escrita sempre esteve muito presente na vida da estudante, Alexia Liz, que cresceu observando o pai escrever livros técnicos. Em 2018, na 2ª série do Ensino Médio no Colégio Pontagrossense Sepam, a jovem escreveu o seu primeiro livro. A aventura romântica “Pynian – O Começo do Fim”, com 430 páginas, a qual foi apresentada na 19ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, no ano passado. Agora ela está lançando o e-book “Para cada Grão do Mundo”, e já tem mais cinco obras em andamento. 

“Esta obra foi uma questão de inspiração, de momento, quando eu percebi, já estava quase acabando. Tenho vários projetos em andamento, mas alguns inspiram-me mais que outros”, conta Alexia. 

Grande incentivador da filha, Sérgio Stevan Júnior observa que um diferencial dos textos da Alexia é que são adequadas para várias faixas etárias. “Eles se encaixam facilmente dos 8 aos 80 anos de idade, pois são leves e este último, especialmente, tem algumas lições fortes que nos fazem pensar. Eu me emocionei ao ler este livro”, observa Sérgio. 

Para o diretor do Sepam, Osni Mongruel Junior, é sempre motivo de orgulho saber que os ex-alunos estão seguindo com projetos e objetivos iniciados quando eram estudantes do Colégio.  Hoje, Alexia cursa o 1º ano de Direito na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Sobre a obra

O livro “Para cada Grão do Mundo”, com 230 páginas, conta a história de Jackson, um homem que, apesar de conviver com a misofobia (fobia a germes), almeja viver uma vida da forma mais comum que conseguir. Entretanto, sua condição acaba por lhe restringir e limitar em todos os tipos de relacionamentos. Uma questão central neste livro é tentar mostrar a busca contínua de Jackson por diversas formas de ultrapassar cada obstáculo que encontra em sua vida, mesmo com todas as dificuldades e limitações.

PUBLICIDADE

Recomendados