PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Rapper Stanley homenageia filha em nova música

Mix

04 de janeiro de 2021 19:20

Da Redação


Relacionadas

Minissaia: o ícone fashion dos anos de 1960

Coluna 'Na Trilha da Fé': Ermida de Vila Velha

Crônicas dos Campos Gerais: ‘Modos de decorar o céu’

Lumena é eliminada com 61,31% dos votos no BBB 21
Madrugada é marcada por treta entre Lumena e Fiuk no BBB
'Parque Ambiental' é a mais nova música de Flávio Wilson
Mix de cores e texturas para um outono/inverno elegante
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Lançada no último dia de 2020, “Diana” nos dá esperança para dias melhores

Ter filhos certamente é uma experiência linda e desafiadora que transforma a vida de qualquer um, principalmente quando este acontecimento vem carregado de diferentes significados na trajetória dos pais. Na última quinta-feira do ano (31/12) fomos presenteados com "Diana", lançamento de Stanley em homenagem a sua filha de 3 anos, a música vai fazer parte do Ep. Rugas, que tem previsão para ser lançado em 2021.

Iniciado entre risadas contagiantes da pequena, a track carrega esta mesma leveza durante seus 3:16min, com a letra celebrando as coisas boas que sua chegada e sua presença causaram. A filha é mais uma das conquistas na história do rapper que é marcada por muita superação e luta. Assumindo um tom paternal, Stanley é realista e sincero em cada verso, demonstrando a gratidão e felicidade das pequenas coisas, como também a preocupação em aconselhar a filha a construir o amor próprio.

Não é de hoje que o rapper usa dos versos para expressar um pouco da sua trajetória, há mais de 15 anos no rap, Stanley conta que assim como o hip-hop, a chegada da sua filha deu um novo sentido para a sua existência “quando você nasceu eu renasci”, como descreve no primeiro verso da musica.

Falar sobre paternidade é um assunto delicado, principalmente no Brasil, um país predominado por mães solo, em que segundo o último Censo Escolar, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mais de 5,5 milhões de crianças não têm o nome do pai registrado na certidão. A paternidade negra é um assunto a parte, já que homens negros muitas vezes tem este direito negado, por serem vistos como alvo tanto do encarceramento em massa, quanto da violência policial.

Dito isto, a música “Diana” e o amor entre pais e filhos são formas legítimas de resistência e devem ser celebradas. Em seus mais bonitos e pequenos detalhes a trajetória de Stanley no rap foi fortalecida e ressignificada pela experiência de ser pai. Marcando mais um lançamento do selo Piá de Vila, a música foi gravada no estúdio Tomba Lixo Rec, com produção musical, mixagem e masterização por conta de Swolom, foto de capa por Rafael Hoffman, arte por Vagner Martins e clipe por Felipe Hoffman.

Fechando 2020 em grande estilo, comece este novo ano fortalecendo as esperanças naqueles que fazem parte da construção de um mundo mais justo e igualitário. “Diana” já está disponível em todas as plataformas digitais e você pode ouvir clicandoaqui. Siga o Stanley nas redessociais para não perder os próximos lançamentos.

PUBLICIDADE

Recomendados