Coluna 'Na Trilha da Fé: O legado de Dom Mazzarotto

Mix

08 de janeiro de 2021 23:00

Da Redação


Relacionadas

2021 será marcado pelo novo ciclo da moda

Coluna 'Na Trilha da Fé: Pastoral da Criança: a cara da Igreja

Espaço Cultural Pôr do Sol promove live neste sábado

Crônicas dos Campos Gerais: ‘Simples e bom’
Coletivo musical Fora da Caixa lança videoclipe ‘Arizona’
Músico de PG promove live na próxima quarta
Conheça um pouco sobre a banda Diorama
Leia a quinta edição da coluna realizada pela parceria Portal aRede, Jornal da Manhã e Diocese de Ponta Grossa Foto: Diocese Ponta Grossa
PUBLICIDADE

Leia a quinta edição da coluna realizada pela parceria Portal aRede, Jornal da Manhã e Diocese de Ponta Grossa

Nos 35 anos em que esteve à frente da Diocese de Ponta Grossa, Dom Antônio Mazzarotto, nosso primeiro bispo, ordenou vários sacerdotes, sendo o primeiro, em 1936, o padre Ladislau Maibuk. Dos presbíteros ordenados por ele, três continuam bastante ativos em seu ministério: padre Nelson Frederico Schiel, de 88 anos; Abrão Becher, 86, e padre Sílvio Mocelin, de 83 anos. Padre Nelson é o pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Ipiranga; padre Abrão é um dos vigários da Paróquia Santa Teresinha, em Ponta Grossa, e padre Sílvio responde pela Paróquia São Pedro e São Paulo, de Telêmaco Borba.

Padre Nelson Schiel, que completará 89 anos, nasceu em União da Vitória, em 1º de julho de 1932. Ingressou no seminário São José, em Castro, em 1942. Cursou o ginásio no Seminário Menor Nossa Senhora de Lourdes, em Azambuja (SC), e os estudos de Filosofia, em São Leopoldo (RS), no Seminário Maior Imaculada Conceição. Em 1957 concluiu o curso de Teologia, no Seminário Provincial da Arquidiocese de Porto Alegre, Viamão (RS). Ordenado sacerdote a 20 de dezembro de 1958, em União da Vitória, foi professor, reitor e ecônomo no seminário, além de colaborador na Catedral Sant’Ana. Em 3 de fevereiro de 1963 foi nomeado pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Ipiranga, função que exerce até os dias de hoje.

Padre Abrão Becher nasceu em 7 de junho de 1934, em Ponta Grossa. Ingressou no Seminário Menor Diocesano São José. Transferiu-se para o Seminário Metropolitano de Azambuja, Brusque (SC), onde concluiu o ginásio e o clássico, cursou a Faculdade de Filosofia no Seminário Central de São Leopoldo (RS) e a Faculdade de Teologia no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos em Curitiba. Antes de ser ordenado sacerdote, lecionou por algum tempo no Colégio Diocesano São Luiz e foi assessor disciplinário no Seminário Diocesano São José. Foi ordenado presbítero em 3 de dezembro de 1961, na Catedral Sant’Ana.

Padre Sílvio Mocelin é do interior de Ipiranga, do distrito de Pinhão. Nasceu em 13 de fevereiro de 1937. Formou-se em Filosofia pelo Seminário Maior Imaculada Conceição, de Viamão (RS), cursou Teologia em Curitiba, no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos. Juntamente com padre Abrão, foi ordenado sacerdote em 1961, na Catedral. Em 1969, tornou-se reitor do Seminário Diocesano São José. Em 1974 foi nomeado pároco da Catedral. No ano seguinte viajou para a Itália participar da Escola Sacerdotal do Movimento dos Focolari.  Em 1976, reassumiu o cargo na Catedral. Está na Paróquia São Pedro e São Paulo desde a sua criação, em 2008, por dom Sergio Arthur Braschi.

 Os três padres são amados por suas comunidades. “Nosso querido padre Abrão é um homem com um coração maravilhoso, que está sempre disposto em ajudar o próximo. Calmo e sorridente dando seus conselhos e alegrando quem está ao seu redor”, ressalta a secretária Tainara de Deus.

“Padre Sílvio exerce o ministério de pároco com todas as responsabilidades: celebrações litúrgicas, sacramentos, atendimento das pastorais e movimentos. Sempre tem uma palavra de ânimo. Os fiéis gostam muito dele”, comenta Laudicéia Ferreira, paroquiana.

“O trabalho que o padre Nelson faz é admirável! Com a idade que ele tem, continua com a disposição de muitos anos atrás. No Livro Tombo registra todos os sacramentos a mão, tudo bem organizado. Conhece a todos e é um bom confessor”, destaca a catequista Carmem da Silva.

Fontes bibliográficas:

- Diocese de Ponta Grossa 1926-1976; Ponta Grossa, 1976.

- Paróquias Nossa Senhora da Conceição/Ipiranga, Santa Teresinha/PG e São Pedro e São Paulo/Telêmaco Borba

PUBLICIDADE

Recomendados