PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

A Igreja dos gestos de amor fraterno

Mix

04 de dezembro de 2021 05:00

Da Redação


Relacionadas

Museu Campos Gerais suspende atividades presenciais

Cultura divulga orientações para inscrições do 'PR criativo'

MUPA tem programação sobre contato com a natureza

Fausto Silva testa positivo para a covid-19
Crônicas dos Campos Gerais: Rachel de Queiroz
Confira a coluna RC desta quarta-feira (19/01)
Faustão tem estreia perfeita na Band
Coluna 'Na Trilha da Fé': A Igreja dos gestos de amor fraterno Foto: Otto Drone
PUBLICIDADE

Coluna 'Na Trilha da Fé': A Igreja dos gestos de amor fraterno

Entre as 15 instâncias evangelizadoras da Diocese de Ponta Grossa está a Equipe de Motivação do Natal e Assuntos Ecumênicos. O grupo, formado por católicos ligados à Diocese, é responsável, por exemplo, por uma ação conjunta com a Associação dos Ministros Evangélicos, Igreja Luterana Bom Pastor, Associação de Entidades Assistenciais de Ponta Grossa e Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa, na busca de retomar o verdadeiro sentido do Natal e estimular a cultura de valores e amor fraterno. Iniciada em 2011, a campanha é desenvolvida sob o lema ‘em cada gesto de amor fraterno, nasce Jesus: é Natal! ’ e já teve entre os parceiros a Federação Espírita do Paraná.

 Um dos pilares da ação é o comércio. Por isso, as lojas são estimuladas a decorarem suas vitrines não apenas com motivos natalinos, mas também com presépios. Um concurso elege as fachadas e vitrines mais criativas. Em 2016, a campanha foi ampliada e ganhou um caráter assistencial. A atitude de amor incentivada passou a poder ser concretizada através de doações de itens para entidades assistenciais. Um levantamento apurava as maiores necessidades das instituições e eram estimuladas doações desses itens em pontos de arrecadação, espalhados pela cidade. Além disso, a campanha também arrecada notas fiscais para obter recursos junto ao Nota Paraná, igualmente destinados às instituições.

A campanha é desenvolvida por um grupo diversificado. Ela é ecumênica por ter a presença de várias igrejas e conta também com associações da sociedade civil. É uma equipe empenhada em trabalhar gratuitamente para promover na cidade uma cultura de amor, fraternidade e solidariedade. Desde 1966, a Dimensão Ecumênica começou a fazer parte do Plano de Pastoral de Conjunto da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, com algumas variantes. Na Diocese de Ponta Grossa, a ponte com as demais igrejas cristãs é feita pelo Setor de Ecumenismo, composto por Wagnilda Minasi e Roberto Gomes, que recebe apoio incondicional do bispo dom Sergio Arthur Braschi. Ambos pertencem ao Movimento dos Focolares, cuja mensagem é de unidade e cooperação na construção de um mundo baseado no respeito e na valorização das diferenças, favorecendo-se do diálogo e do empenho constante de construir pontes e relacionamentos de fraternidade entre os indivíduos.

Nessa dimensão, a equipe auxilia na realização, a cada cinco anos, da Campanha da Fraternidade Ecumênica que, este ano, foi organizada por uma comissão formada por representantes das Igrejas Católica, Igreja Betesda de São Paulo e o Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e à Educação Popular. O tema, ‘Fraternidade e diálogo: compromisso de amor’, e, o lema, ‘Cristo é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade’. A programação incluiu diferentes celebrações e momentos de reflexão. A Equipe de Motivação do Natal e Assuntos Ecumênicos também organiza a Semana de Oração Pela Unidade Cristã, caminhadas pela paz e outras mobilizações e ações em prol da boa convivência. Um vídeo, em 2014, reuniu os pastores Diego Biehl, da Igreja Luterana Bom Pastor, Marcelo Pellisari, presidente da Associação dos Ministros Evangélicos, e Dom.Sergio, em um convite para orar pela unidade cristã.  

PUBLICIDADE

Recomendados