PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Projeto Pegaí recebe doação de oito toneladas de papel

Mix

30 de abril de 2022 12:20

Da Redação


Relacionadas

Crônicas dos Campos Gerais: UEPG 50 anos

Confira a coluna RC desta quarta-feira (22/06)

Antigos cinemas de rua de PG são tema de exposição

Confira a coluna RC desta terça-feira (21/06)
Conheça os premiados do Festival de Inverno 2022
Moda: mudanças cada vez mais alteram as regras
Confira a coluna RC deste sábado (18/06)
Contribuição feita por empresas amigas do projeto deve viabilizar a impressão de livros até meados de 2023 Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Contribuição feita por empresas amigas do projeto deve viabilizar a impressão de livros até meados de 2023

O Instituto Pegaí Leitura Grátis acaba de receber uma doação de mais de oito toneladas de papel que irá garantir a viabilização da impressão de milhares de livros para os próximos 12 meses. Com esse aporte, aproximadamente cinco mil livros devem chegar mensalmente às estantes do projeto, além de serem incorporados ao acervo do Pegaí, que hoje já ultrapassa a marca de 440 mil exemplares. “Costumamos falar que o Pegaí é ‘A Fantástica Fábrica de Livros’, já que a união de esforços resulta em muitas histórias e no acesso à leitura para milhares de pessoas por meio da impressão dos livros”, explica o professor Idomar Cerutti, presidente do Instituto.

Mas isso só foi possível graças à parceria que o Instituto mantém com empresas da iniciativa privada que abraçam e entendem a importância do investimento em ações sustentáveis.  A BO PAPER Brasil é uma delas, a indústria doou mais de cinco toneladas de papel que serão utilizados na impressão do miolo dos livros. Todo o volume do material foi transportado de São Paulo (SP) a Ponta Grossa (PR) pelo Expresso Princesa dos Campos, outra empresa amiga do Pegaí. Já a Papirus Indústria de Papéis forneceu duas toneladas de papelcartão, que são essenciais para a impressão da capa dos exemplares. “Vimos uma excelente oportunidade de contribuir com uma iniciativa que está muito presente no nosso dia a dia. O projeto tem uma proposta nobre, especialmente para as crianças, pois, ao unir leitura e educação, ajuda na formação e no desenvolvimento de cidadãos e de uma sociedade mais consciente e crítica”, destaca Eliane Dantas, coordenadora de Marketing da Papirus.

E é com parte desse montante da doação que o livro “Os empregos do saci”, de autoria de João Paulo Hergesel será impresso. A previsão é que na segunda quinzena de maio o título já seja disponibilizado em todas as estantes do Pegaí Leitura Grátis e ainda, no projeto Alimentando Mentes, outro braço do Instituto. 

A responsável pelo departamento de Marketing da BO PAPER, Bárbara Lorencini, explica que apoiar iniciativas que incentivam a leitura está no DNA da empresa. A parceria com o Pegaí já vem de longa data, uma vez que, como produtores de papel, a indústria acredita no potencial da mídia impressa. “Nossa motivação está no intuito de melhorar a vida das pessoas através de soluções sustentáveis como a disponibilização gratuita de livros a quem se interessa pela leitura, e nada melhor do que semear livros para colher leitores!”.

Nesse processo entra o trabalho fundamental de outra empresa amiga do Pegaí, o Expresso Princesa dos Campos. É ela que transporta periodicamente toneladas de papel para serem transformadas em livros. De acordo com o gerente de Encomendas da empresa, Ronald dos Santos Silva, a parceria com o Instituto vai de encontro com aquilo que a empresa acredita. “Oferecer leitura gratuita para crianças e adultos é um dos focos do projeto. Essa política se alinha com a visão da Princesa, porque ela entende o seu papel dentro da sociedade da qual ela está inserida. Todo papel transportado fica armazenado na iPrint, gráfica que faz as impressões dos exemplares.

Além de contribuir com a educação e facilitar o acesso à leitura, as parcerias que o Instituto Pegaí Leitura Grátis mantém com a iniciativa privada colaboram diretamente com os pilares do ESG - Environmental, Social and Corporate Governance - hoje fundamentais dentro das organizações que são comprometidas com práticas sustentáveis. “Investir no Pegaí também é investir em ações sustentáveis. Nossas iniciativas são em prol da comunidade e visam contribuir com a preservação do meio ambiente”, enfatiza Cerutti.  

Com informações da Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados