PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Sacis chegam às estantes do Pegaí Leitura Grátis

Mix

12 de maio de 2022 15:38

Da Redação


Relacionadas

Confira a coluna RC desta quinta-feira (26/05)

Confira a coluna RC desta quarta-feira (25/05)

Bia Socek lança "Criado em Galpão" com Walter Morais

Zé Neto diz não se arrepender de criticar Anitta e Lei Rouanet
Confira a coluna RC desta terça-feira (24/05)
Autora de 'como matar seu marido' é julgada por morte de esposo
Moda: Elegância alinhada ao conforto.
“Os empregos do Saci”, livro do autor João Paulo Hergesel, é uma publicação da Telucazin Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Aventuras de um dos personagens mais famosos do folclore é retratada pelo escritor paulista João Paulo Hergesel

 

Uma das figuras mais conhecidas do folclore nacional chega às estantes do Instituto Pegaí Leitura Grátis nesta semana. “Os empregos do Saci”, livro do autor João Paulo Hergesel, é uma publicação da Telucazin, selo editorial da Telucazu Edições. A obra é uma tiragem especial para o Pegaí.

Dessa vez, a história retrata a saga do saci que, após um incêndio, teve que abandonar a sua casa e ir para a cidade em busca de trabalho. O problema é que em seu currículo ele só tem confusão. Por isso, para trabalhar como estilista, ilusionista, árbitro de futebol e até mesmo como fisioterapeuta, o Saci vai precisar dar seus “pulos”. Escrita de forma leve e cômica, as 44 páginas do livro trazem ilustrações de Alessandro Fonseca. O título inédito serviu para resgatar uma antiga paixão do autor, as manifestações culturais do folclore nacional. Para JP, como é chamado e conhecido, a literatura sempre esteve presente em sua vida. “Desde criança eu sempre gostei muito das palavras, de ouvir e inventar histórias e de conhecer coisas novas. Foi essa afeição que despertou em mim aquela vontade de colocar no papel todas as coisas que eu imaginava e inventava”, conta o autor que afirma ainda que, durante a infância seus escritos serviam apenas para registrar pensamentos, mas na adolescência percebeu a oportunidade de compartilhar suas histórias com outras pessoas. “Foi nessa fase, com a ajuda das redes socais que me identifiquei como escritor”, revela.

               Prosseguindo na missão de aproximar livros sem leitores de leitores sem livros, o Pegaí Leitura Grátis irá disponibilizar mais de cinco mil exemplares de “Os empregos do Saci”. A impressão da tiragem especial foi viabilizada graças ao patrocínio das empresas Lavcom Lavanderia, M2 Gráfica Rápida e Rádio MIX Ponta Grossa FM 94.7, e também da doação de matéria prima feita pelas empresas BO Paper Brasil e Papirus Indústria de Papéis. A campanha “Transforme seu cupom sem CPF em leitura”, feita por meio do Programa Nota Paraná, também foi essencial para a viabilização das impressões. Além das estantes espalhadas pelas 16 cidades que o Pegaí está presente, o Alimentando Mentes, receberá exemplares do livro. O projeto, que é um dos braços do Instituto Pegaí Leitura Grátis, tem a incumbência de “abrir o apetite das pessoas pela leitura”. Os livros são disponibilizados junto com alimentos servidos e/ou entregues por escolas, entidades e iniciativa privada para famílias em vulnerabilidade social. De acordo com o professor Idomar Cerutti, as ações do Pegaí estão a todo vapor. “Esse esforço conjunto por meio das empresas que acreditam na missão do Pegaí, associado ao trabalho de todo o voluntariado produz bons resultados. Através das doações de livros de ler e da impressão viabilizada mediante as parcerias com autores e editoras, Nossa Fantástica Fábrica de Livros tem alcançado milhares de pessoas, levando muitas histórias aos leitores”.

Sobre o autor:

Nascido no interior de São Paulo, na cidade de Alumínio, João Paulo Hergesel é formado em Letras e tem pós-doutorado em Comunicação e Cultura (Uniso). Dedica-se à produção literária, especialmente na literatura infantojuvenil, e à pesquisa sobre narrativas, com foco no estudo do estilo. Autor de livros com temáticas diversas e com participações em várias antologias, obteve dezenas de prêmios literários – entre eles: Prêmio por Histórico de Realização em Literatura (Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo), Prêmio Barco a Vapor (Fundação SM), Concurso Monteiro Lobato de Contos Infantis (SESC-DF) e Prêmio Ganymédes José de Literatura Infantil (UBE-RJ). Adora inventar histórias comendo chocolate. Pela Telucazin publicou "Como calar a boca de um dragão?", e "Criaturas de Linguagem".

PUBLICIDADE

Recomendados