PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Câmara de PG recebe até amanhã inscrições para eleição da Mesa Executiva

Ponta Grossa

28 de dezembro de 2016 19:31

Afonso Verner


Relacionadas

PG volta a obrigar uso de máscaras em locais abertos

Prefeitura pede reintegração de posse de terreno invadido

GM encontra pé de maconha em casa abandonada

Corpo carbonizado é encontrado em bairro de PG
Esposa busca por marido desaparecido em PG
Provas do PSS são aplicadas hoje para 16 mil estudantes
'Empresa some' e PG segue sem enfeites de Natal
Eleição para cargos da Mesa Executiva é individual e movimentará o Legislativo nos próximos dias Foto: Imagem: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

Vereadores interessados em concorrer a um cargo da Mesa Executiva deverão apresentar inscrições até às 00h dessa quinta-feira (29)

Os parlamentares interessados em compor a próxima Mesa Executiva da Câmara Municipal de Vereadores de Ponta Grossa (CMPG) deverão apresentar e registrar as candidaturas até às 00h dessa quinta-feira (29). O regulamento prevê que as candidaturas sejam individuais – estão em jogo os cargos de presidente, vice-presidente e para os três secretários da Mesa. A sessão para eleição da Câmara está marcada para o próximo dia 1 de janeiro, às 17h, na sede do Legislativo Municipal.

De acordo com o regulamento interno da casa de leis, a sessão especial para eleição da Mesa Executiva será comandada pelo vereador mais votado no pleito – em Ponta Grossa o vereador mais votado foi Dr. Zeca (PPS), com 6.686 votos. Além disso, o regulamento do Legislativo também prevê que em caso de empate na votação para qualquer dos cargos (presidente, vice ou secretários) o vereador que irá assumir o posto será o mais votado no pleito de outubro.

Tida como “amena” nos bastidores, a eleição para o cargo de presidente deverá ser composta por pelo menos dois nomes. De um lado o grupo de vereadores comandado por Sebastião Mainardes (DEM) deve indicar o democrata para concorrer ao cargo de presidente – o parlamentar já ocupa o cargo de presidente da Câmara desde 2014. Do outro lado o grupo comandado por Mingo (DEM) e Walter de Souza, o Valtão (PHS), também deve indicar um representante ao cargo.

O grupo de Mingo (DEM) e Valtão (PHS) deverá indicar um dos dois vereadores para a disputa pela presidência – a definição será tomada ainda nessa quinta-feira (29). O grupo, composto também pelo vereador Pastor Ezequiel (PRB), quer lançar uma chapa completa para a disputa pela Mesa Executiva e, mesmo que a votação para os cargos seja individual e não por chapa, o grupo quer emplacar vereadores em todos os cargos da Mesa.

De acordo com o vereador Valtão (PHS), o grupo entende que a eleição de novos vereadores para o Legislativo, com renovação superior a 65%, mostra que também devam haver mudanças na Mesa Diretora. “Acreditamos que o povo deu um recado, um recado de mudança, por isso também queremos conquistar mudanças na composição da Mesa Diretora”, contou Valtão.

Eleição pode ter 2º turno

Caso haja empate entre os concorrentes por cargos na Mesa Executiva, haverá um segundo turno na disputa – o vereador só se elegerá para qualquer cargo da Mesa com 12 ou mais votos. No segundo turno da disputa, caso o empate persista, o vereador eleito será o mais votado na disputa de outubro. Além disso, o regimento interno da Câmara prevê que os parlamentares se abstenham – cada vereador vota uma vez para cada cargo da Mesa Executiva.

Oposição não deve ter candidato para a presidência

Elegendo apenas quatro dos 23 vereadores da próxima legislatura, o bloco de oposição, formado pela Rede Sustentabilidade e pelo PTN, não deve ter candidato na briga pela presidência. Com Pietro Arnaud e Geraldo Stocco, da REDE, Florenal e Paulo Balancin, do PTN, a oposição tende a votar no grupo de Sebastião Mainardes (DEM). O grupo de vereadores tido como independente (PDT, PMN, PMB e SD) ainda discute as possibilidades para a votação e deve optar pelos dois grupos que já demonstraram interesse na disputa.

PUBLICIDADE

Recomendados