PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Rangel busca recursos para a Saúde em Brasília

Ponta Grossa

15 de março de 2017 18:28


Relacionadas

Nova cepa chega em PG e Prefeitura amplia restrições

PG garante nota A no Tesouro Nacional com Justiça Fiscal

Prefeitura e Legislativo prestam contas nesta sexta

Evento do Sindilojas conta com palestrante de São Paulo
Fundação de Saúde registra 169 casos nesta quarta em PG
Câmara define comissão de análise do Plano Diretor
Pela ESA, prefeita se reúne com líderes do Exército
Foto:
PUBLICIDADE

Prefeito esteve reunido com secretário executivo do Ministério da Saúde e solicitou mudanças no ‘Mais Médicos’ e recursos para o Hospital da Criança de Ponta Grossa.

O prefeito Marcelo Rangel (PPS) cumpriu agenda na quarta-feira (15) em Brasília, ao lado do deputado federal Sandro Alex (PSD) e do presidente da Fundação de Cultura de Ponta Grossa, Fernando Durante. A comitiva esteve na sede do Ministério da Saúde buscando recursos para o município. As duas reivindicações dizem respeito ao Programa ‘Mais Médicos’ e ao Hospital da Criança.

Rangel sugeriu mudanças no programa do governo federal, com o objetivo de manter médicos intercambistas em Ponta Grossa por mais tempo – recentemente a cidade recebeu 60 profissionais, que devem trabalhar por um período de três anos. “Os médicos cubanos foram muito bem recebidos por nossa população, desafogaram um buraco que tínhamos. Eles completaram as Unidades Básicas de Saúde e os Programas Saúde da Família. Os pacientes estão familiarizados com eles, seriam interessante trabalharmos com a possibilidade de poder manter eles aqui”, destaca o prefeito.

O prefeito ainda aproveitou o encontro para solicitar recursos do governo federal para o Hospital da Criança Prefeito João Vargas de Oliveira. Também na quarta (15), o ‘comitê’ que pretende reestruturar o hospital estipulou, durante uma reunião na Prefeitura de Ponta Grossa, as metas que cada esfera pública deverá cumprir para viabilizar melhoria do hospital. O encontro aconteceu no gabinete do prefeito durante a manhã de quarta-feira (15) e contou com a presença de lideranças da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 3ª Regional da Saúde e Ministério da Saúde, além de membros do poder Executivo municipal e das diretorias dos hospitais da Criança e do Universitário Regional dos Campos Gerais (HU).

A intenção da reunião foi buscar alternativas para viabilizar a reestruturação. O objetivo do comitê é credenciar o Hospital da Criança para a realização de cirurgias de baixa e média complexidade, além de atendimentos especializados – atualmente a unidade realiza somente atendimentos ambulatoriais, sem a necessidade de anestesia-geral no paciente.

No encontro ainda foram estipuladas algumas metas que devem estar contempladas no projeto inicial. Um documento será elaborado e apresentado na próxima reunião, também em Ponta Grossa, que deve acontecer dentro de 15 dias.

Presente no encontro, a vice-prefeita Elizabeth Schmidt afirmou que o objetivo do município é evoluir com o assunto o mais rápido possível. “Queremos tornar o hospital uma referência em nível regional e não apenas municipal. Por isso as parcerias são importantes. Essa reunião foi importantíssima para dar o primeiro passo, tem muita coisa para ser feita. A principal tarefa do momento é apresentar um projeto”, comentou.

‘Força-tarefa’ foi instituída pelo Ministério da Saúde

Uma das principais bandeiras levantadas pelo Governo de Marcelo Rangel para a segunda gestão da Prefeitura de Ponta Grossa, a reestruturação do Hospital da Criança tomou forma após a criação do comitê. Ele foi instituído pelo representante do Ministério da Saúde no Estado, Alexandre Teixeira, após um consenso entre os governos estadual e federal. No início do mês, em uma visita da então governadora em exercício Cida Borghetti (PP) ao local, o município e a direção do hospital repassaram algumas demandas do hospital para o governo do Estado, que se comprometeu a colaborar com a situação e, inclusive, buscar apoio da União para a reestruturação.

UTI do HU pode ser ‘transferida’ para Hospital da Criança

A direção do Hospital da Criança pretende, no futuro, absorver a estrutura da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital Universitário (HU). De acordo com a diretora administrativa do Hospital da Criança, Raquel Mocelim, a proposta é manter somente a UTI neonatal no HU, abrindo novos leitos no local. “A ideia é dividir as ‘especialidades’ dos hospitais. Atualmente o HU possui atendimentos pediátrico e neonatal na UTI. A proposta é levar os atendimentos pediátricos para o Hospital da Criança, enquanto o Regional [HU] ficaria somente com o neonatal”, explica. A proposta pode gerar, de início, cinco novos leitos nos dois hospitais, somados.

Lideranças visitam UPA

Após a reunião, o Coordenador de Gestão do Núcleo Estadual do Paraná, Alexandre Teixeira, visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada no Núcleo Santa Paula. Acompanhado pela secretária municipal de Saúde, Angela Pompeu, e pelo secretário adjunto, Robson Xavier, Teixeira conheceu a estrutura do local e ouviu demandas da direção.

PUBLICIDADE

Recomendados