PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Debate sobre segurança lota auditório central da UEPG

Ponta Grossa

22 de maio de 2017 14:39

Da Redação


Relacionadas

Super bebê de 4,8 quilos nasce no Humai-UEPG

Ex-presidiário espanca gestante e mata cão em PG

Após 25 anos, Delegado Marcus Sebastião deixa a Polícia Civil

Simepar prevê temperatura de 1ºC em PG nesta terça-feira
Profissão gari: conheça o dia a dia destes profissionais em PG
PRF faz operação em PG de combate à violência sexual
GM apreende jovem com drogas em sacola em Uvaranas
Foto: Imagem: Jair Marques
PUBLICIDADE

Audiência pública reuniu autoridades do setor. Demanda foi apresenta pelo vereador Geraldo Stocco (REDE)

A segurança nas Universidades Públicas paranenses foi tema de audiência pública na última sexta-feira (19) no auditório central da UEPG.  Durante mais de duas horas, autoridades de segurança pública, comunidade acadêmica e representantes das instituições públicas (UEPG e UTFPR), além do reitor da Unicentro e presidente da Abruem, Aldo Bona, discutiram os problemas e soluções para a segurança nos campi universitários. 

Promovida pelo deputado federal Aliel Machado (REDE), através da Comissão de Educação, em parceria com o mandato do vereador Geraldo Stocco (REDE), a audiência pública levantou os principais problemas, como o número de furtos, roubos e abordagens.  A acadêmica Andrielli Coscoski foi a representante dos acadêmicos da UTFPR. Para ela, a falta de transporte coletivo frequente e a distância do Centro é um dos fatores que prejudicam a segurança dos alunos e professores e servidores. 

Para o secretário de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato, não existe uma solução imediata. Mas há frentes que podem ser colocadas em prática, como a melhoria na iluminação e o controle do acesso de forma tranquila, sem fechar a universidade para as pessoas que precisam, principalmente as mais humildes. Segundo Lovato, a situação de desemprego e a economia do país acabam agravando a situação da violência no país, que refletem nas instituições de ensino.

O capitão Canteri, da Polícia Militar, disse que existe cooperação entre a guarda municipal e a polícia militar e que o objetivo de todos é melhorar a segurança. Ele lembrou que há um projeto de palestras com representantes dos centros acadêmicos, o que irá melhorar a conduta dos estudantes e assim minimizar os riscos.

Um dos organizadores do evento, o deputado Aliel Machado frisou que a principal função das forças policiais é a de se antecipar a violência, não deixando com que ela aconteça. Ele lembrou que projetos como o "Mais UEPG", que abriu a universidade à comunidade trouxe uma aproximação maior com o entorno e reduziu o vandalismo. 

Já o pró-reitor de planejamento da UEPG, Ariangelo Hauer Dias, apresentou um projeto de melhoria na iluminação do Campus de Uvaranas, que poderá reduzir o número de ocorrências. O projeto abrangeria todo o campus de Uvaranas, que apresenta o maior número de ocorrências. Somente neste ano ja foram constatados 4 roubos dentro da universidade, além de dezenas de abordagens. 

O vereador Geraldo Stocco, acadêmico de Direito da Universidade Estadual de Ponta Grossa, comemorou o resultado da audiência e a sinalização de união entre as forças de segurança para resolver o problema da comunidade universitária. Aliel Machado se comprometeu em fazer indicação de uma emenda parlamentar para a universidade investir no setor de segurança. A indicação deverá ser feita no fim do ano para o orçamento da União do ano que vem. 

As informações são de Jair Marques da assessoria de imprensa UEPG.

PUBLICIDADE

Recomendados