PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Péricles cobra iluminação e contratação de agentes para UEPG

Ponta Grossa

30 de maio de 2017 19:45

Afonso Verner


Relacionadas

Lidera Mulher promove encontro com Samara Brandão

'Princesa' investe R$ 30 milhões em novos ônibus

Ponta Grossa tem o maior PIB industrial do interior do PR

Prefeita inaugura CMEI para atender 200 crianças
UEPG sedia 7º Encontro Paranaense de Bibliotecários
Ponta Grossa Golf Clube sedia o Segundo Aberto de Golf BMW
Doutores Palhaços realizam evento para a comunidade
Foto: Imagem: SANDRO NASCIMENTO / ALEP
PUBLICIDADE

Deputado cobrou a contratação de agentes aprovados em concurso público e a implementação de uma política pública de segurança para as instituições de ensino superior

O deputado estadual Péricles de Mello (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) na última segunda-feira (29) para cobrar repasses e contratações para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Péricles levou ao legislativo estadual a preocupação com a falta de segurança “generalizada” do Campus de Uvaranas e afirmou que a Reitoria da Universidade tem um projeto para ampliar a iluminação do local.

Além do projeto da Reitoria, orçado em R$ 1,5 milhão, Péricles lembrou que existem 28 agentes de segurança aprovados em concurso público desde 2011 que ainda aguardam a nomeação por parte do Governo do Estado. “O atentado contra a vida do estudante Eric Dario da Cuña Navarro mostrou o que há muito tempo já era ressaltado pela comunidade universitária sobre a falta de segurança”, afirmou o deputado sobre o atentado registrado no último dia 24.

Péricles lembrou que o vereador Geraldo Stocco e o deputado federal Aliel Machado (ambos da Rede Sustentabilidade) promoveram uma audiência pública no Campus Central para discutir o tema.  Na ocasião, o deputado se colocou à disposição para destinação de emendas parlamentares com vistas à segurança nas dependências do Campus de Uvaranas. “Esse é um tema de extrema importância”, contou Péricles.

Péricles lembrou que além da iluminação, a comunidade universitária exige mais recursos para a contratação de vigilantes. O deputado expôs dados do Sindicato dos Professores e Técnicos da UEPG (Sintespo) em 1998 haviam 160 agentes de segurança na UEPG e atualmente restam apenas 60. “Continuarei cobrando ações efetivas do Governo do Estado para melhorar essa situação que atualmente é caótica”, afirmou o petista. 

PUBLICIDADE

Recomendados