“Vamos recorrer e a passagem vai voltar a R$ 3,20”, diz Stocco

Vereador da Rede Sustentabilidade é autor de uma das ações que fizeram com que a tarifa fosse reduzida. Parlamentar ressaltou falta de transparência na fiscalização do setor

Imagem ilustrativa da imagem “Vamos recorrer e a passagem vai voltar a R$ 3,20”, diz Stocco
-

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Vereador da Rede Sustentabilidade é autor de uma das ações que fizeram com que a tarifa fosse reduzida. Parlamentar ressaltou falta de transparência na fiscalização do setor

Autor de uma das ações judiciais que fizeram com que os moradores de Ponta Grossa pagassem R$ 3,20 na passagem de ônibus durante 19 dias, o vereador Geraldo Stocco (REDE) ressaltou que deverá recorrer da decisão tomada pela juíza substituta do Tribunal de Justiça do Paraná. O agravo de instrumento (recurso em segunda instância) concedido pela magistrada Cristiane Santos Leite nesta terça-feira (6) prevê que a passagem volte a R$ 3,70 em até 48 horas.

Na visão de Stocco (REDE), a magistrada “não compreendeu” o pedido realizado pelas ações judiciais, uma delas movida por Geraldo e pelo deputado federal Aliel Machado (também da REDE). “Não somos contra o lucro da empresa, queremos apenas transparência no sistema e por isso vamos recorrer e fazer com que a passagem volte para R$ 3,20 até que um reajuste realmente justo seja concedido”, lembrou o vereador.

Geraldo afirmou ainda que nem a Prefeitura de Ponta Grossa e nem a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), órgão fiscalizador da concessão, têm o controle do total de passageiros que usam o transporte coletivo na cidade. “O lucro da VCG deve acontecer, mas de maneira transparente e justa com a população e com o usuário do sistema de transporte”, cobrou Stocco.

As informações são da assessoria de imprensa.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right