PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Vereador propõe economia do gasto da Prefeitura em alugueis

Ponta Grossa

30 de junho de 2017 13:21

Da Redação


Relacionadas

Vila Velha anuncia retorno de antiga furna para turismo

Família procura jovem de 14 anos desaparecida em PG

MM ajuda ciclista que percorre o mundo com novo celular

39ª Fesuva inicia nesta segunda em PG no modelo drive thru
1º BPM realiza operação em municípios dos Campos Gerais
Prefeitura de PG explica problemas em vacinação
Mutirão no Centro de Eventos 'trava trânsito' em PG
Parlamentar apresentou proposta para economizar custos com locações de imóveis | Kauter Prado/CMPG Foto:
PUBLICIDADE

Vereador enviou um requerimento ao Executivo cobrando informações sobre o assunto. Parlamentar apresentou proposta para economizar custos com locações de imóveis

Os gastos da Prefeitura de Ponta Grossa (PMPG) com locações de prédios preocupa o vereador Geraldo Stocco (REDE). Líder do partido na Casa de Leis, Geraldo enviou um requerimento cobrando informações do município sobre os custos com alugueis e sobre os prédios da Prefeitura que estão fechados. Segundo o parlamentar, só com locações do Mercado da Família, o município gasta cerca de R$ 200 mil mensalmente.

O requerimento de Stocco enviado ao Executivo deve ser respondido em no máximo 15 dias úteis. O vereador exemplificou a situação citando o caso do Mercado Municipal – o prédio, localizado na região central da cidade, ficou fechado por anos após ser encampado pela Prefeitura em 2009. “Só o Mercadão poderia sediar serviços públicos que hoje são prestados em locais alugados”, considerou o vereador.

Stocco afirma ainda que caso o município consiga otimizar o uso dos espaços que já são da Prefeitura e equalizar o gasto em alugueis, o caixa do Executivo teria mais recursos para investimentos. “Poderíamos investir esse dinheiro na compra de medicamentos para as unidades de saúde ou na melhoria de várias vias da cidade”, opina o parlamentar.

Na visão do parlamentar, diante do problema de crise política institucionalizada e da queda de receita dos municípios, a economicidade deveria orientar a gestão pública em Ponta Grossa. “Nossa cidade também sofre com a crise nacional e diante da queda de repasses e recursos poderíamos tentar economizar em alugueis, sem deixar a qualidade dos serviços de lado, e conseguir reforçar o caixa da Prefeitura”, lembrou o líder da Rede Sustentabilidade na Câmara.

Informações Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados