PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Stocco quer fortalecer combate à pedofilia em PG

Ponta Grossa

14 de julho de 2017 19:01

Afonso Verner


Relacionadas

Quatro homicídios em uma semana assustam PG

Dois homens são atingidos por tiros após homicídio

Homem é executado a tiros no núcleo Costa Rica

Vila Velha anuncia retorno de antiga furna para turismo
MM ajuda ciclista que percorre o mundo com novo celular
39ª Fesuva inicia nesta segunda em PG no modelo drive thru
1º BPM realiza operação em municípios dos Campos Gerais
Foto: Imagem: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

O vereador Geraldo Stocco, líder da Rede Sustentabilidade na Câmara de Vereadores de Ponta Grossa (CMPG), é autor do projeto de lei (PL) 138/2017. A iniciativa prevê a criação do dia municipal de combate à pedofilia e tem como objetivo intensificar o combate ao crime. A proposta foi aprovada em segunda discussão pela Câmara na última quarta-feira (12) e agora segue para a sanção do prefeito Marcelo Rangel (PPS).

O texto aprovado pelo plenário da casa de lei prevê que o dia de combate à pedofilia seja registrado em 12 de outubro. Nesta data, o Executivo Municipal deverá realizar uma campanha de combate à pedofilia, com publicações nos meios de comunicação e com o envolvimento de entidades do setor privado.

“Nosso objetivo com esse projeto é conscientizar pais, alunos e professores das escolas municipais sobre à pedofilia e exploração sexual”, contou Stocco. O vereador lembrou ainda que atividades como palestras são fundamentais para conscientizar a sociedade sobre o tema. “Precisamos fazer com que todos entendam a importância de combater à pedofilia”, afirmou Geraldo.

Stocco lembrou ainda que a procura pelo Disque 100 ainda é tímida. “Nesse número o cidadão pode realizar a denúncia de forma gratuita e com garantia da preservação da identidade do denunciante”, afirmou Geraldo. O projeto alerta ainda para a conscientização sobre os perigos da internet em relação à pedofilia. “A maioria dos casos começa com um assédio na internet, os pais devem estar atentos”, explicou o parlamentar.

PUBLICIDADE

Recomendados