Menino esfaqueado pelo padrasto recebe alta

Ponta Grossa

21 de outubro de 2017 16:19

Da Redação


Relacionadas

PG registra mais 24 novos casos de coronavírus

Passos quer viabilizar Poços Artesianos em Áreas Rurais

Muffato reinaugura loja Olarias nesta terça-feira

Prefeitura elabora projeto para proteção do aeroporto
PG deverá ter geada na próxima semana
Fiscais encontram 12 estabelecimentos abertos após as 23h
Homem é atropelado no Jardim Pontagrossense
Foto: Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Garoto de 12 anos tentou defender a mãe, morta pelo padrasto, na madrugada de quinta-feira (19) e saiu ferido. Preso em flagrante, homem confessou o crime na delegacia.

Recebeu alta no hospital o menino esfaqueado pelo padrasto enquanto defendia a própria mãe. O caso, que terminou com a morte de Joanne Renata de Oliveira, de 32 anos, foi registrado na Vila Borsato, em Ponta Grossa, na quinta-feira (19). O garoto recebeu alta na tarde de sexta-feira (20), após mais de 24 horas internado.

O menino e os outros quatro irmãos – de sete meses, três, cinco e seis anos – passam por acompanhamento psicológico com o apoio do Conselho Tutelar. Eles estão morando na casa da avó.

O crime teria sido motivado por mensagens encontradas pelo autor, Alexandre Mendes da Costa, de 40 anos, no celular de Joana – as informações são do próprio Alexandro, que confessou ter esfaqueado a mulher e o enteado após o ocorrido. O homem iniciou uma briga com Joana, que tentou fugir, mas morreu na garagem de casa. Na tentativa de ajudar a mãe, o menino de 12 anos também foi esfaqueado.

Alexandro foi preso em flagrante e levado para a 13ª Subdivisão Policial (SDP). Ele passou por uma audiência de custódia ainda na quinta-feira (19), mas a Justiça optou por manter a prisão do homem. Na sequência, ele foi levado à Cadeia Pública Hildebrando de Souza, onde aguarda o julgamento do caso.

PUBLICIDADE

Recomendados