PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Partidos estudam nomes para concorrer à Alep e Câmara

Ponta Grossa

15 de fevereiro de 2018 19:21

Afonso Verner


Relacionadas

Show Aéreo reúne moradores de PG no Jockey Club

Estradas rurais de Guaragi passam por melhorias

Moto "clonada" é apreendida em Ponta Grossa

Casa do Artesão realiza ação voltada ao Dia das Mães
Calçadão de PG recebe projeto 'OAB na Comunidade'
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em PG
Perseguição termina com acidente e homem preso em PG
Foto: Imagem: Divulgação
PUBLICIDADE

O diretórios municipais tem intensificado as discussões internas sobre as candidaturas para outubro. Em Ponta Grossa, ao menos quatro vereadores deverão postular cargos maiores: Jose Carlos Sahagoff Raad, o Doutor Zeca (PPS), Felipe Passos (PSDB), Ricardo Zampieri (SD) e Pastor Ezequiel (PRB) são os mais cotados. Além disso, nomes como Rudolf ‘Polaco’ (PPS), Geraldo Stocco (REDE) e Maurício Silva (PSB), atualmente secretário de Governo, são cotados.

A reportagem do Jornal da Manhã e do portal aRede entrou em contato com os presidentes e vices dos diretórios municipais dos principais partidos para obter informações sobre os debates a respeito do tema. No PPS, por exemplo, o vice-presidente do Diretório é Ricardo Johansen – responsável pela reestruturação do partido desde 2016. Ricardo reafirmou a prioridade na candidatura de Dr. Zeca.

“Nossa prioridade para estadual é o Zeca, isso está garantido em todos os níveis partidários”, contou Johansen. Agora o próximo passo do PPS é garantir uma ‘dobradinha’ competitiva para acompanhar Zeca. “Além da busca por nomes para candidatura a deputado federal, temos trabalhado também em buscar lideranças femininas para compor a chapa. Temos bons nomes em Jaguariaíva e Telêmaco”, disse Ricardo.

Já no PSDB, partido do governador Beto Richa, a presidência do Diretório está com Eduardo Kalinoski, vereador que cumpre o primeiro mandato, ao lado de Felipe Passos. Kalinoski afirmou que a confirmação de nomes para candidatura acontecerá nos próximos meses, mas ressaltou que a legenda deverá contar com candidatura própria. “Vamos buscar renovar os quadros do partido, tanto eu como o Passos poderemos ser candidatos”, assinala.

Outra legenda que deverá apresentar candidaturas para deputado federal e estadual é o PSB. Comandado por Marcio Schirlo na cidade, o partido cogita lançar nomes como Maurício Silva (vereador licenciado e atual secretário de Governo) e Elizabeth Schmidt, atual vice-prefeita, no pleito de outubro. “Eu [Schirlo] também posso ser candidato, ainda vamos discutir. Mas deveremos lançar nomes próprios para estadual e federal”, garantiu Marcio.

Solidariedade apostará em Zampieri

Outra legenda que terá candidaturas é o Solidariedade. Em Ponta Grossa, o partido é presidido por Marcos Zampieri, ex-vereador e liderança política experiente. Segundo Marcos, o partido tem como principal aposta o nome de Ricardo Zampieri que cumpre o primeiro mandato na Câmara de Vereadores e é filho de Marcos. “A candidatura do Ricardo só depende da vontade dele”, afirmou Marcos. Além disso, o partido deverá contar com nomes como Francisco e Fernando Francischini, respectivamente deputado federal e estadual – pai e filho deverão trocar de postos em outubro com Felipe disputando uma vaga em Brasília e Francisco postulando uma cadeira na Assembleia Legislativa.

PRB conta com Pastor Ezequiel

Vereador reeleito em 2016, Pastor Ezequiel Bueno deverá ser candidato a deputado em outubro – a dúvida é se disputará o cargo de federal ou estadual. Ezequiel é conhecido pela forte militância no setor religioso e na segurança pública e é a principal aposta do PRB no município – Ezequiel conseguiu dobrar a votação obtida na disputa para a Câmara de Vereadores de 2016.

PUBLICIDADE

Recomendados