PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Legislativo adia debate sobre concessão de estacionamentos

Ponta Grossa

21 de fevereiro de 2018 20:32

Afonso Verner


Relacionadas

Simepar alerta para possível geada em Ponta Grossa

Câmeras flagram acidente na Carlos Cavalcanti; veja o vídeo

Homens são detidos após furto em loja na Vicente Machado

Advogada de PG é ‘espionada’ em banheiro de posto
Albergue de PG recebe o nome Maria Isabel Ramos Wosgrau
PM fará acolhimento de moradores de rua em PG
Solidariedade realiza posse da executiva de PG nesta sexta
Foto: Imagem: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

Mais uma vez os vereadores adiaram o debate sobre o projeto de lei que prevê a exploração pela Fundação Municipal Proamor de Assistência Social de três áreas de estacionamentos públicos. Nesta quarta-feira (21) estava previsto o debate sobre o projeto de lei 375/2017, de autoria do Poder Executivo, que altera a lei 11.828/2014, autorizando a Proamor a explorar economicamente as vagas de estacionamento em três pontos da cidade.

O projeto prevê que o dinheiro arrecadado nos estacionamentos do Shopping Popular (Paraguaizinho), Arena Multiuso e da Rodoviária de Ponta Grossa seja integralmente destinado à Fundação Proamor. O objetivo do Poder Executivo é que o órgão seja capaz de angariar recursos para arcar com suas despesas. O PL saiu de pauta após um novo pedido de vistas do vereador Geraldo Stocco (REDE) – o parlamentar já havia pedido vistas do projeto em 2017.

Além de auxiliar na geração de receitas para a Proamor, existia a expectativa de que a cessão destes espaços para a entidade também possa inibir a ação de flanelinhas, o que é constante principalmente na Rodoviária e no estacionamento do Paraguaizinho. No entanto, Stocco questionou esse argumento lembrando que os flanelinhas passariam a atuar em outras áreas – uma lei municipal também proíbe a atuação dos flanelinhas na cidade.

Além disso, Stocco também questionou como funcionariam os estacionamentos durante o período da noite e em finais de semana, por exemplo, já que em alguns casos as vagas são usadas durante boa parte do dia e da noite. O projeto só deve ser novamente discutido na próxima semana. 

PUBLICIDADE

Recomendados