PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Stocco quer acabar com o uso de papel na Câmara

Ponta Grossa

02 de maio de 2018 17:39

Da Redação


Relacionadas

Atropelamento por trem deixa jovem gravemente ferido

Suspeitos de morte em Guaragi são presos pela PM

Comissão sugere instauração de CPI da Saúde

Despachante presta consultoria para aquisição de armas em PG
Homem morre a pauladas dentro de casa no Guaragi
Ações do governo vão potencializar crescimento de PG
Festa das Nações deve receber mais de 40 mil pessoas
Vereador destacou que uso de papel físico prejudica o meio ambiente Foto: Imagem: Kauter Prado / CMPG
PUBLICIDADE

O vereador Geraldo Stocco (REDE) quer acabar com o uso de folhas de papel na Câmara Municipal de Ponta Grossa. Presidente da frente ambientalista do Legislativo, o parlamentar enviou um requerimento ao presidente da Câmara, Sebastião Mainardes (DEM), sugerindo a gradual diminuição do uso de papel, com a adoção de medidas de economia no âmbito do Legislativo Municipal.

De acordo com Stocco, apensa entre janeiro até 17 de abril deste ano, foram usadas mais de 33 mil folhas de papel na impressão de projetos de lei, ordens do dia e outros documentos utilizados no trâmite normal do Legislativo. “Existem várias formas de conseguir diminuir e, em médio prazo, extinguir o uso de papel. O uso de papel físico na escala que fazemos no Legislativo representa desperdício de dinheiro público”, contou.

Stocco propôs ao presidente o uso do sistema informatizado que a Câmara já possui e em que os vereadores tem acesso os documentos necessários durante a sessão, minimizando as impressões. Até que o sistema seja confeccionado, o parlamentar sugeriu que a Mesa Executiva diminua retire da versão impressa da ordem do dia as sugestões, diminuindo o número de folhas impressas, além de deixar a impressão dos projetos de lei por conta de cada vereador.

Papel em excesso também prejudica uso do espaço

Construída na década de 1980, a sede do Legislativo em Ponta Grossa sofre com a falta de espaço: o local abriga hoje 23 gabinetes, mas foi planejado para 15. Com isso, o arquivo físico dos documentos usuais da Câmara também prejudica o uso do espaço. “Adotar o uso digital de arquivos traria economia de recursos financeiros e também de espaço físico aqui na Câmara”, conta Stocco.

As informações são da assessoria. 

PUBLICIDADE

Recomendados