Em dois anos, eleitorado de PG cresce 6,5% e chega a 237 mil

Ponta Grossa

14 de junho de 2018 17:42

Afonso Verner


Relacionadas

Polícia Ambiental solta veado resgatado em comércio em PG

Campanha de vacinação contra a pólio é prorrogada

HU-UEPG pede ajuda para identificar homem internado

Primeiro PLR será testado na próxima quarta-feira
Carro capota após bater na lateral de caminhão na BR-376
Rapaz morre após batida entre motocicletas em PG
Onze regiões de PG ficam sem água nesta quinta-feira
Fórum de PG teve filas no prazo final de 2018 Foto: Imagem: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

Ponta Grossa segue sendo um dos maiores colégios eleitorais do Paraná. Os dados divulgados no começo de junho pela Tribunal Regional (TRE) mostram que o município tem 237.236 eleitores aptos a votarem em outubro – o número de cidadãos aptos a irem às urnas era de 222.716 mil no pleito de 2016 quando foram escolhidos novos vereadores, prefeito e vice. O avanço representa um crescimento de 6,5% no eleitorado do município que atualmente tem o quarto maior colégio eleitoral do Estado, atrás apenas de Curitiba, Londrina e Maringá.

Os dados da Justiça mostram ainda que 4.115 mil pessoas estão com o direito político suspenso, normalmente em detrimento da restrição da liberdade (prisão) ou de outras decisões jurídicas que cassam o direito ao voto e também o direito do cidadão em se candidatar.

Ainda de acordo com a Justiça, outros 34.778 títulos eleitorais foram cancelados na cidade – o número diz respeito a eleitores que faleceram, que não compareceram ao recadastramento biométrico ou que não votaram e não justificaram durante os últimos três turnos eleitorais.

Com o crescimento de 6,5% no número de eleitores, PG segue atrás de Curitiba que tem o maior volume eleitoral do Estado, com 1.339.225 cidadãos devidamente registrados junto à Justiça Eleitoral. Já a cidade de Londrina tem 372.182 eleitores, enquanto Maringá tem 276.225 eleitores aptos a votarem em 2018 – ambos os municípios foram na região norte do Estado.

Em Ponta Grossa, todo o eleitorado passou pelo processo de biometria entre 2015 e 2016. Em maio deste ano, a Justiça Eleitoral fez uma ‘força tarefa’ para atender as demandas até o dia 9 de maio – a data marcava o último dia para ‘fechamento’ do cadastro eleitoral. Com as mudanças na organização da Justiça Eleitoral, a estrutura sediada em PG também é responsável por atender o eleitorado de Carambeí.

O mesmo acontecerá com o julgamento de ações e prestações de contas durante o pleito, já que a reorganização da Justiça Eleitoral fez com que o município perdesse duas varas e ainda passasse a concentrar atividades antes sediadas em Carambeí.

Eleições acontecem em três meses

A escolha de novos representantes para os cargos de presidente(a), governador, senador(a), deputado(a) estadual e federal acontecem no dia 7 de outubro – o segundo turno está marcado para o dia 28 do mesmo mês. Dessa forma, as discussões e debates sobre coligações, apoios e candidaturas estão adiantadas no Paraná – o Estado deverá ter um presidenciável na corrida eleitoral, além de representantes nas disputas pelos demais cargos. 

PUBLICIDADE

Recomendados