Investimento em obras no Lago de Olarias passa de R$ 14 mi

Ponta Grossa

11 de setembro de 2018 20:30

João Vitor Rezende


Relacionadas

GM recupera placa de bronze furtada de cemitério de PG

Polícia prende suspeito de matar professor em PG

Cai número de casos suspeitos de Covid-19 em PG

Em PG, Guarda prende procurado da Justiça 'carregando' TV
Saiba como fica o tempo durante a semana em PG
Homem é encontrado morto no Ouro Verde
Justiça Federal libera R$ 150 mil para Prefeitura
Foto: Cristiano Barbosa
PUBLICIDADE

Trabalhos no local estão na fase de paisagismo e inclui pavimentação na região; obra deve ser finalizada no próximo ano

A Prefeitura de Ponta Grossa trabalha para entregar o Lago de Olarias no próximo ano. A obra está sendo fiscalizada pela Secretaria de Infraestrutura e Planejamento do município e já tem investimento de mais de R$ 14 milhões, que também provém de emendas parlamentares estaduais e nacionais.

A informação sobre o orçamento da obra foi divulgada pelo prefeito Marcelo Rangel, que também mostrou o avanço das intervenções no local em vídeo publicado nas redes sociais no último sábado (8), mostrando o trabalho na construção da pista de caminhada e ciclovia. Além disso, Rangel garantiu que o entorno do local terá pavimentação na última etapa de obras no Parque, que também inclui paisagismo. Só as obras de paisagismo e arruamento estão recebendo um investimento de mais de R$ 4,09 milhões.

As obras de arruamento contemplam a pavimentação completa das vias do entorno do primeiro dos cinco lagos projetados para o Parque. São elas as ruas Ivo Mendes Barreto e Alfredo Hagemeyer, o trecho que contorna o parque no lado oposto e o que passa por cima da segunda barragem. No total, são cerca de dois quilômetros de extensão, e além da pavimentação asfáltica também está sendo executado o sistema completo de drenagem de águas pluviais.

Já o projeto paisagístico prevê a montagem da estrutura do parque. Para a prática esportiva serão construídos uma pista de caminhada de 1.500 metros de extensão, ciclovia de 1.620 metros lineares, praça para skate, academia ao ar livre e centro esportivo para instalação de quadras poliesportivas, sendo duas de concreto e uma de areia. Pequenos eventos culturais poderão ser realizados no espaço que contará com um anfiteatro e também serão construídos mirantes, parque infantil, áreas arborizadas e um estacionamento com capacidade para cerca de 300 vagas, além de área administrativa e paisagismo em geral.

O secretário do departamento que controla o projeto, Celso Sant’Anna reforça a importância da obra para a população do município. "Essas obras transformarão o nosso Lago de Olarias em um grande parque, voltado para a prática de esportes, lazer e cultura de todas as famílias ponta-grossenses. Será mais uma opção que trará satisfação e alegria para as nossas famílias”, destaca o responsável pela pasta de Infraestrutura e Planejamento.

Sant’Anna também destaca a importância do Lago na questão ambiental, que propiciará uma melhora na qualidade de vida da região: “Além do caráter de entretenimento, também há a melhoria da mobilidade urbana, já que muitas ruas foram pavimentadas em decorrência do espaço, do meio ambiente, já que a ideia inicial do lago é conter cheias do arroio, e qualidade de vida por unir todos esses aspectos em um ambiente inédito na cidade".

O Parque também ofertará recursos tecnológicos aos visitantes. Por meio de um chamamento público, a Agência de Fomento Econômico de Ponta Grossa (AFEPON) convocou interessados em utilizar o espaço do local para disponibilizar tecnologias ao público. O edital destinado a prestadores de serviço, com dispositivos que unam sustentabilidade e tecnologia utilizando energia limpa, para oferecer emissão de sinais de Wi-Fi simultâneos, saídas de USB e para cargas elétricas para celulares e equipamentos portáteis, sem ônus para a população e também para o poder público.

Em troca, o provedor do serviço poderá utilizar comercialmente do local para realizar a manutenção dos aparelhos. Porém, a primeira convocação não teve interessados e deverá ser refeita nos próximos 30 dias.

PUBLICIDADE

Recomendados