Especialistas da região debatem valorização de resíduos

Ponta Grossa

25 de janeiro de 2019 17:47

Da Redação


Relacionadas

Rudolf ‘Polaco’ destaca adiamento no pagamento do IPTU

Planicon traz alternativa para manter atendimentos médicos

Procon pede cautela sobre acordos de adiamento de dívidas

BRDE libera R$ 850 mi para investimentos no Paraná
Em PG, presos do ‘grupo de risco’ cumprirão pena em casa
SindServ quer adicional para servidores que atuam contra Covid-19
Cuidados com a saúde ganham reforço nas obras
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Em primeira reunião do ano, Grupo de Profissionais do Meio Ambiente dos Campos Gerais discute valorização de resíduos

Nesta quinta-feira (24), o Grupo de Profissionais do Meio Ambiente dos Campos Gerais se reuniu para o primeiro encontro de 2019. O objetivo foi iniciar o ano com um tema que merece atenção de todos: a valorização de resíduos. A reunião aconteceu na sede da Zero Resíduos, empresa do Grupo Philus.

O crescimento acelerado da geração de resíduos é um perigo para a humanidade. Se atitudes sustentáveis não forem tomadas, a quantidade de resíduos pode crescer 70% até 2050, segundo o último relatório do Banco Mundial. Seriam 3,4 bilhões de toneladas de lixo por ano.

Desde a regulamentação da Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) – Lei Federal 12.305/10 - empresas públicas e privadas têm dado mais atenção ao tema e buscado alternativas de destinação final de resíduos, já que a gestão desses materiais é um dos caminhos necessários e urgentes para a sustentabilidade.

Como alternativas, diversos sistemas de gestão e novas soluções para valorização, tratamento e reaproveitamento dos resíduos vêm sendo apresentados. “A quantidade de materiais que jogamos fora todos os dias é uma das grandes problemáticas mundiais. Não podemos apenas encarar tudo como rejeito, acreditamos e investimos na busca por soluções sustentáveis para os resíduos. No futuro, o rejeito de aterros sanitários – aqueles que obedecem as normas da PNRS - poderá ser usado como combustível”, explicou Vicente Nadal Neto, engenheiro da Zero Resíduos que ministrou palestra sobre o tema.

“Começar o ano de 2019 com a apresentação de novas tecnologias na área de resíduos sólidos condiz com o objetivo do grupo, que é unir os profissionais de meio ambiente para discutir as problemáticas relacionadas”, afirmou a coordenadora do GPMACG, Amanda Siqueira Stemmler, da empresa Agrocete. Também estiveram presentes no encontro profissionais das empresas Hubner, Allnex, Belgotex, Frísia, Pluris Ambiental, K2 Agro, Senai e Ecoltec, Expresso Princesa dos Campos e Zero Resíduos.

Formado por representantes de diversas empresas da região dos Campos Gerais, os profissionais atuam nas áreas de gestão de meio ambiente e trocam experiências e informações. O Grupo, que completa três anos em março, se reúne mensalmente. Empresas interessadas em participar podem entrar em contato com a coordenação (Amanda Stemmler [email protected] ou Isabella Marchesini no [email protected]).

Informações Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados